CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Volta de público é aprovada; como será a rodada com torcida no Brasileirão

Após um ano e meio com os portões fechados em razão da pandemia de Covid-19, times terão reforço dos torcedores a partir deste fim de semana

Por Redação 1 out 2021, 15h35

O Conselho Técnico dos clubes da Série A autorizou a volta do público às arquibancadas a partir da 23ª rodada, que começa neste fim de semana. O retorno respeitará as restrições impostas pelos governos estaduais, com decretos específicos em determinadas regiões. Em São Paulo, por exemplo, só será permitida a presença dos torcedores a partir da semana que vem. Por essa razão, o Santos aceitou a sugestão da CBF e adiou a partida contra o Fluminense, antes marcada para domingo, 3. O Palmeiras, que enfrenta o Juventude em casa, e o Red Bull Bragantino, que recebe o Corinthians, decidiram jogar nesta semana, sem o apoio da torcida.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

No Rio de Janeiro, o Flamengo já possuía a liminar que autorizava a liberação dos portões e nem compareceu à votação do Conselho Técnico. Já os rivais do rubro-negro, Fluminense e Vasco serão visitantes, e o Botafogo anunciou uma promoção para a partida deste sábado, 2, diante do Avaí, no estádio Nilton Santos.

“É um momento importante para o futebol brasileiro, de reencontro entre clubes e torcedores. Neste sábado, para convocar a torcida, fizemos uma promoção e baixamos o preço dos ingressos para a partida contra o Avaí. É um chamado para que a torcida compareça, empurre o time e nos ajude dentro de campo”, afirma Jorge Braga, CEO do Botafogo.

O retorno dos torcedores às arquibancadas também ocorrerá no Rio Grande do Sul. O Grêmio já iniciou a venda de ingressos para a partida de domingo, contra o Sport, enquanto o Internacional vive a expectativa de retornar ao Beira-Rio na próxima semana e já anunciou que irá priorizar seus sócios-torcedores.

“O governo estadual decretou, neste inicio, a liberação de 30% da capacidade dos estádios. É um momento de comemoração e reaproximação com o nosso torcedor, que ficou tanto tempo sem assistir o Inter das arquibancadas. A expectativa é de que tenhamos 15.000 sócios no Beira-Rio para o duelo contra a Chapecoense, na semana que vem”, informa Victor Grunberg, vice-presidente de administração do Internacional.

Continua após a publicidade

Seguindo a mesma linha de pensamento, o Juventude decidiu que só abrirá a venda de ingressos para o público geral quando a capacidade liberada for acima de 50%. De acordo com Fábio Pizzamiglio, vice-presidente de marketing do clube, apenas os sócios adimplentes terão acesso aos ingressos neste primeiro momento.

“A ajuda dos nossos sócios durante a pandemia foi fundamental, é uma forma de recompensá-los, reforçando nosso apoio e gratidão pelo suporte nesse período..Para as partidas no Alberto Jaconi, precisamos que eles estejam vacinados ou apresentem resultado negativo para Covid-19”, assegurou o executivo.

Após 35 anos, o torcedor mato-grossense poderá acompanhar um clube do estado na elite do Brasileirão. Para o jogo de sábado diante do América-MG, o Cuiabá já iniciou a comercialização de ingressos e poderá ocupar até 35% da Arena Pantanal. A última vez que um representante do Mato-Grosso disputou um jogo da Série A com a presença de torcedores foi em 1986, há mais de três décadas.

“Era um sonho de todo mato-grossense poder assistir uma equipe do estado na primeira divisão. Ficamos muitos anos sem ter um time na Série A, o Cuiabá se orgulha muito por representar o nosso povo e a nossa região. Para premiar os nossos sócios-torcedores, aqueles que estão com a mensalidade em dia, independente do plano, não pagarão para acompanhar a partida”, declarou Cristiano Dresch, vice-presidente do Dourado.

O retorno de público ao estádio e a arrecadação com bilheteria marca a retomada de um vetor importante na receita das equipes brasileiras. Com a segunda maior média de público do Brasil em 2019, o Fortaleza foi um dos clubes mais afetados financeiramente pela ausência de sua torcida nas arquibancadas. O lucro bruto dos ingressos naquela temporada foi de 11 milhões de reais, valor equivalente a cerca de 10% da Receita Operacional da agremiação.

Para a partida contra o Atlético-GO, neste sábado, a Secretaria da Saúde do Ceará liberou a presença de 10% do público no Castelão, e o Leão do Pici já iniciou a venda de ingressos.

“A perda da arrecadação com bilheterias impactou de forma significativa a nossa receita. Nessa volta, iremos priorizar os sócios-torcedores, que mesmo sem poderem ir ao estádio abraçaram o clube durante esse período complicado. Estamos muito felizes com a volta, feita com cautela, responsabilidade. O apoio da torcida está no nosso DNA, é um reforço para o clube dentro e fora de campo”, declarou o presidente Marcelo Paz.

Para o retorno do público aos estádios no Ceará, o torcedor precisará apresentar seu CHRONUS i-Passport , um passaporte digital desenvolvido pela empresa Mooh!Tech que apresenta o teste negativo RT/PCR de até 48 horas ou o comprovante de vacinação dos indivíduos.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês