CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Vasco volta a vencer o Concepción e avança na Copa Libertadores

Em São Januário, sem sustos, time vascaíno fez 2 a 0 e se classificou para a terceira fase. No Uruguai, a Chapecoense perde e está eliminada

Por Da redação Atualizado em 29 set 2021, 10h00 - Publicado em 7 fev 2018, 23h38

O Vasco da Gama confirmou o favoritismo e depois da goleada por 4 a 0 no jogo de ida, voltou a derrotar a Universidad de Concepción por 2 a 0, nesta quarta-feira, no Estádio de São Januário, pela Copa Libertadores. Com o resultado, o time carioca assegurou sua classificação para a terceira fase eliminatória do torneio, quando enfrentará o vencedor do confronto entre os bolivianos Oriente Petrolero e Jorge Wilstermann.

A vitória vascaína começou a ser construída logo aos 5 minutos, quando Wagner fez um cruzamento rasteiro para a área e, sem marcação, Paulinho, de apenas 17 anos, empurrou a bola para o fundo das redes.

Os chilenos do Concepción não desanimavam, mas o Vasco controlava a partida sem riscos. E a situação ficou ainda mais tranquila aos 41 minutos, quando Paulinho fez um cruzamento pela direita, a bola passou por toda a defesa e sobrou para Yaho Pikachu marcar de cabeça, fazendo 2 a 0.

No segundo tempo, nem mesmo a infantil expulsão do zagueiro Erazo, logo aos 2 minutos, por agressão a um jogador chileno, atrapalhou o desempenho do Vasco. Pouco depois, o Concepción devolveu a “gentileza”, com a expulsão de De La Fuente, aos 17. Já preocupado com o confronto da terceira fase e para evitar mais cartões, o técnico vascaíno Zé Ricardo fez as três alterações antes dos 30 minutos da etapa final. O Vasco ainda perdeu ao menos mais duas chances para ampliar o marcador, mas não conseguiu.

Chapecoense eliminada

No Uruguai, a Chapecoense não conseguiu evitar a eliminação diante do Nacional, perdendo por 1 a 0. Após a derrota na partida de ida por 1 a 0, o time catarinense começou melhor em Montevidéu, mas foi o Nacional quem saiu na frente. Aos seis minutos, após cruzamento pela esquerda, Fernandez ajeitou a bola dentro da área e fez o passe para Romero abrir o marcador. Abalada com o gol, a equipe catarinense não conseguia retomar o controle da partida. Aos 32, quase que o Nacional ampliou, com Fernandez tentando encobrir o goleiro Jandrei.

Na segunda etapa, a Chapecoense partiu para a pressão, porém a equipe uruguaia era quem tinha as melhores oportunidades, inclusive criando mais do que o dobre de finalizações do que os catarinenses antes dos 30 minutos (12 a 5). E mesmo com maior posse de bola, a equipe brasileira nem conseguiu o empate, deixando a Libertadores 2018 com duas derrotas e nenhum gol marcado.

Agora, o Nacional enfrentará o Banfield, da Argentina, no próximo mata-mata, buscando uma vaga na fase de grupos da Libertadores.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade