CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Valdivia se vê como ídolo e diz que voltaria ao Palmeiras

Meio-campista do Colo-Colo fez elogios a Felipão e disse que torcerá por seu ex-clube na sequência da Libertadores

Por Gazeta Press Atualizado em 28 set 2021, 16h56 - Publicado em 4 out 2018, 11h25

O reencontro de Jorge Valdivia com a torcida do Palmeiras e o Allianz Parque não foi como o meia chileno sonhou, já que o Colo-Colo foi derrotado novamente por 2 a 0 e eliminado da Copa Libertadores nas quartas de final. No entanto, após a partida, o jogador de 34 anos reafirmou seu amor pelo ex-clube e deixou aberta a possibilidade de um dia retornar.

“Se eu voltaria para cá? Nunca escondi o carinho que eu sinto pelo clube. Se um dia o Palmeiras achar que é uma boa opção eu voltar, não tem por que falar não. Hoje vi muitas pessoas que conheci. O Palmeiras tem um elenco muito bom, gostaria muito de jogar com esse elenco. Mas sou jogador do Colo-Colo, estou feliz aqui e devo respeito ao time”, afirmou.

No duelo de ida, em Santiago, Valdivia foi o destaque dos mandantes e mesmo sem ser decisivo em campo recebeu elogios de Felipão. Na ocasião, Scolari afirmou que o meia estava mais magro e um “diabinho” em campo.

“Vi tudo que o Felipão falou, agradeço muito. Eu me senti bem, estou bem fisicamente. Pelo carinho que eu sinto pelo clube, que a torcida me entrega, torço daqui para frente pelo Palmeiras. Conheço o clube e sei o quanto sofreu no passado e agora está vivendo uma fase muito boa. Desejo sorte ao clube, ao Felipão e aos jogadores para que possam ser campeões da Libertadores e trazer esse título para a torcida”, completou.

Eliminado da Copa Libertadores, o Colo-Colo chegou à sua sexta derrota consecutiva e o técnico Hector Tápia balança no comando da equipe. Agora, resta ao camisa 10 torcer por seu outro time do coração na competição sul-americana.

“Anteontem, mandaram para mim uma foto da história do clube e estou considerado entre os ídolos do Palmeiras”, afirmou. “Saio triste, porque fui eliminado, mas orgulhoso por estar nesse grupo de jogadores. Eu sabia do carinho que os palmeirenses têm por mim. Estive muito tempo aqui, com coisas positivas e negativas, mas mais positivas. Saio contente pelo carinho que recebi não só hoje, mas durante a semana.”

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 14,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês