CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

United sofre com crise e tem 11 jogadores que querem deixar o clube

Derrota para o Wolverhampton desencadeou problemas entre jogadores e técnico Ralf Rangnick; Lingard, van de Beek, Bailly e Henderson seriam alguns dos nomes

Por Da Redação Atualizado em 5 jan 2022, 10h09 - Publicado em 5 jan 2022, 10h06

A primeira derrota do técnico alemão Ralf Rangnick no comando Manchester United pode ter desencadeado uma enorme crise nos bastidores do clube. De acordo com o jornal inglês Daily Mirror, Rangnick enfrenta sérios problemas no vestiário, similares aos encontrados pelo antecessor Ole Gunnar Solskjaer, e já tem pelo menos 11 jogadores que desejam ser negociados.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

A motivação para a saída dos atletas é a de que estariam desiludidos com decisões tomadas pelo treinador, o que causou divisões no vestiário da equipe.

A publicação diz ainda que os jogadores já não tem mais confiança nos treinamentos e nas opções táticas escolhidas pelo alemão. Além disso, a opção como técnico interino, até o fim da temporada, o enfraquece no clube.

Entre os jogadores mais insatisfeitos estariam o meia inglês Jesse Lingard, o volante holandês Donny van de Beek, o zagueiro marfinense Eric Bailly e o goleiro inglês Dean Henderson. Até aqui, em seis partidas, nenhum deles teve oportunidade de atuar com Rangnick.

“A atmosfera está muito ruim e parece que haverá grandes problemas para o United”, disse uma fonte não revelada.

A equipe foi derrotada nesta terça-feira, 4, pelo Wolverhampton, em casa, em jogo válido pela 21ª rodada do Campeonato Inglês. Na competição, o United ocupa a sétima colocação, com 31 pontos, condição que o deixaria de fora da próxima Liga dos Campeões e da Liga Europa.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade

Publicidade