ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Milan bate Atlético em Madri com gol brasileiro e mantém chance de classificação

Junior Messias marcou de cabeça, aos 41 da segunda etapa, o gol que manteve a equipe italiana viva na competição; cinco anos atrás, ele era entregador em Turim

Parecia que duraria pouco o retorno do Milan à Liga dos Campeões após sete anos de ausência, mas uma surpreendente vitória por 1 a 0 sobre o Atlético de Madri, no Wanda Metropolitano, na tarde desta quarta-feira, 24, manteve a tradicional equipe italiana viva na competição. O gol rossonero foi marcado pelo brasileiro Junior Messias, que tem uma trajetória profissional inusitada e marcada por superação.

Black Friday Abril: Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

O tento saiu aos 41 minutos, de cabeça, após cruzamento de Franck Kessié. Com o resultado, o Milan foi a quatro pontos, em terceiro no grupo B, empatado com o Atlético, que caiu para a lanterna pelo saldo de gols. O Liverpool, que nesta quarta bateu o Porto por 2 a 0, já está classificado como líder, com 15 pontos, enquanto a equipe portuguesa é a segunda colocada com 15.

O herói milanista Junior Messias viveu a noite mais gloriosa de sua incomum carreira. Mineiro de Belo Horizonte, o atacante com passagem pelas categorias de base do Cruzeiro mudou-se para a Itália ainda jovem e atuou por times amadores enquanto conciliava outras ocupações. Até 2015, trabalhava como entregador de eletrodomésticos de uma loja em Turim.

Ele ganhou a primeira chance pelo modesto Casale, já aos 24 anos, iniciando sua trajetória profissional. Messias ainda passou por Chieri e Gozzano, em divisões inferiores, até se destacar pelo Crotone e, enfim, em 2021, ganhar a grande chance de atuar por empréstimo pelo Milan. Em entrevista ao TNT Sports após a partida, Junior Messias falou sobre sua emoção:

“É um sonho que Deus está me proporcionando, nunca pensei em chegar onde fiz hoje”, contou, antes de resumir sua história de superação. “Vim para cá com meu irmão em 2011, com a ideia de fazer uma vida nova, procurar uma coisa melhor para mim. Comecei a trabalhar, construí uma família e tudo veio acontecendo naturalmente. Comecei a jogar em 2015 e fui escalando, degrau a degrau, e graças a Deus hoje estou num clube que hoje todos viram quem é. O Milan é um grande clube, tem uma história enorme, por onde passaram muitos brasileiros que fizeram história. Estou muito feliz pelo gol que nos manteve vivo na competição.”

Na última e decisiva rodada, dia 7 de dezembro, o Milan recebe o Liverpool e o Atlético visita o Porto. A equipe portuguesa depende apenas de si, mas, se tropeçar, poderá ser ultrapassada tanto pelo Milan quanto pelo Atlético.

 

Narração Minuto a Minuto