CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Tite vai manter rodízio de capitães da seleção durante a Copa

Próximo a usar a braçadeira de capitão, no amistoso contra a Croácia, em 3 de junho, será o atacante Gabriel Jesus

Por Da Redação Atualizado em 28 set 2021, 20h50 - Publicado em 14 Maio 2018, 21h54

Depois de convocar os 23 jogadores que defenderão o Brasil na Copa do Mundo da Rússia, em junho, o técnico da seleção brasileira, Tite, afirmou nesta segunda-feira (14) que manterá o rodízio de capitães do time durante o torneio.

Em entrevista ao Jornal Nacional, da TV Globo, o treinador revelou que o próximo a usar a braçadeira será o atacante Gabriel Jesus, de 21 anos. O jogador do Manchester City, da Inglaterra, será o capitão do time no amistoso contra a Croácia, no dia 3 de junho, em Liverpool.

Antes de iniciar a busca pelo hexacampeonato, a seleção enfrentará, além dos croatas, a Áustria, no dia 10 de junho, em Viena. A estreia dos comandados de Tite no mundial acontecerá no dia 17 de junho, contra a Suíça, na cidade de Rostov-do-Don.

Jesus será o 16º capitão diferente da seleção brasileira desde que o treinador assumiu o comando do time, em 2016. O último ocupar o posto, no amistoso contra a Alemanha, em março, vencido pelo Brasil por 1 a 0, foi o lateral Daniel Alves. Jogador que mais usou a braçadeira de capitão durante a Era Tite – foram quatro vezes –, Alves não foi convocado para a Copa da Rússia porque lesionou o joelho em um jogo do Paris Saint-Germain (PSG) e ficará por até seis meses sem atuar.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade