Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês

Tite convoca Arthur Cabral, do Basel, para lugar de Matheus Cunha

Destaque do Campeonato Suíço, atacante com passagens por Ceará e Palmeiras foi chamado pela primeira vez para a seleção brasileira principal

Por Da Redação Atualizado em 1 out 2021, 18h16 - Publicado em 1 out 2021, 18h04

O atacante Arthur Cabral, do Basel, foi convocado nesta sexta-feira, 1º, pelo técnico Tite para integrar a seleção brasileira que disputará a próxima rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar. O jogador de 23 anos, com passagens por Ceará e Palmeiras, foi chamado para a vaga de Matheus Cunha, do Atlético de Madri, que foi cortado por lesão.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

Ao site da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Cabral contou como recebeu a notícia. “Estava em casa e por volta das 21h me ligou um número desconhecido do Rio de Janeiro. Geralmente eu não atendo, mas atendi e era o Juninho (Paulista, coordenador da Seleção Brasileira). Lembro até a parte em que ele se apresentou, entrei em choque. Depois não lembro de mais nada”, brincou.

Nesta semana, em entrevista exclusiva a PLACAR, o jogador minimizou as chances de ser chamado pela seleção no momento. “Na hora que saiu a lista estava treinando, não criei muita expectativa. Acredito que isso será consequência. Se não é o momento ainda para mim, tudo bem.” O jogador vive ótima fase e tem mais gols (19 em 15 jogos) que as estrelas Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, e Erling Haaland, do Borussia Dortmund, na temporada.

“Hoje sou um jogador muito mais maduro e pronto, que evoluiu muito taticamente e, principalmente, tecnicamente. Pesou muito aqui a questão física, também. Aprendi a me movimentar melhor, ter mais inteligência sem a bola. Acredito que sou hoje dez, vinte vezes melhor do que nas temporadas passadas”, contou a PLACAR.

Continua após a publicidade
  • Destaque no Ceará e escanteado no forte elenco do Palmeiras, Cabral foi emprestado ao clube suíço em 2019, e precisou de menos do que uma temporada completa para convencer os suíços a exercerem a opção de compra definitiva. O contrato de empréstimo previa o pagamento de 4,5 milhões de euros (25 milhões de reais à época) caso o jogador atingisse a marca de 12 gols. Foram 18 em 39 jogos, média de 0,46.

    Na segunda, melhorou ainda mais os números pelo clube marcando 20 gols em 36 jogos, média 0,55. Cabral, agora, se apresenta como novo camisa 10 do clube suíço, além de 19 gols em 15 jogos disputados, média de 1,26 por partida – 11 na liga suíça e oito na Conference League.

    Cabral já havia atuado em um amistoso da seleção olímpica, em setembro de 2019, em amistoso contra o Chile. Na próxima data Fifa, o Brasil enfrentará a Venezuela, no dia 7, em Caracas, Colômbia, no dia 10, em Barranquila, e Uruguai, no dia 14, em Manaus, e os resultados podem garantir matematicamente o Brasil no próximo Mundial, no Catar.

    Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade