ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Tite chega a 50 vitórias na seleção e se aproxima de recorde

Treinador é o terceiro com mais êxitos na história e tem aproveitamento superior a Dunga e Zagallo, líderes do ranking

Por Guilherme Azevedo, Luiz Felipe Castro Atualizado em 12 nov 2021, 01h15 - Publicado em 11 nov 2021, 23h25

Com o trunfo do seleção brasileira sobre a Colômbia por 1 a 0 pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, o time brasileiro carimbou vaga no Mundial do Catar. Além da conquista coletiva, o treinador Tite também atingiu uma marca histórica: 50 vitórias no comando do Brasil, em 67 jogos. Apenas Dunga (59 vitórias) e Mário Zagallo (71 vitórias) atingiram o feito anteriormente, mas com porcentagem de aproveitamento inferior ao atual técnico.

Black Friday Abril: Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

“Eu não sou muito afeito a números. Claro que ele é legal, o reconhecimento é bom. Mas eu falo isso de coração. A minha maior alegria é dividir alegria. Quando eu olho para a comissão técnica, o pessoal que trabalha no dia a dia, é impagável. É a forma, a dignidade que fazemos o nosso trabalho, respeitar os diferentes, saber que representamos um monte e temos que falar com carinho”, afirmou o técnico gaúcho sobre a marca, após a partida. 

Outras estatísticas corroboram para Adenor, que tem 139  gols pró, com média de 2.07, e apenas 24 gols contra, somente 0.36 por jogo, número muito superior aos concorrentes no ranking.

Comandando a Amarelinha desde 2016, Tite chegou a 67 jogos e também entrou no pódio de mais partidas, se igualando a Carlos Alberto Parreira na terceira posição. Conquistou vaga com tranquilidade para dois mundiais (2018 e 2022) e venceu a Copa América de 2019, disputada em casa. Entre todos os jogos do treinador com o Brasil, 50 terminaram com vitória, 12 em empate e cinco em derrota. Apenas dois revezes aconteceram em jogos oficiais, para a Bélgica por 2 a 1 nas quartas de final da Copa do Mundo de 2018 e para a Argentina, por 1 a 0, na final da última Copa América. Pelas Eliminatórias, o treinador segue invicto, com 24 jogos, 21 vitórias e três empates.

Continua após a publicidade

.
Tite tem números superiores a Zagallo e Dunga em aproveitamento Tabela/Placar

J = Jogos; V = Vitórias; GM = Média de gols marcados por jogo; GS = Média de gols sofridos por jogo

Líder em triunfos no comando da seleção brasileira, Zagallo tem 71 vitórias em 100 jogos, seguido por Dunga, com 59 em 85. Naturalmente, Tite tem credenciais para se tornar o segundo mais vencedor técnico da história do time nacional do Brasil e pode sonhar com a chance de assumir a ponta. O Velho Lobo, porém, tem um título que Adenor não tem: a Copa do Mundo, conquistada em 1970 – além de outra taça como coordenador técnico em 1994.

Quando assumiu o cargo de treinador da pentacampeã em 2016, Tite substituiu Dunga e tirou a equipe de uma má fase, embalando nove vitórias consecutivas, quebrada em um amistoso contra a Argentina, disputado na Austrália, no qual a seleção do país vizinho venceu por 1 a 0. 43 dos 67 jogos foram disputados contra equipes sul-americanas, o que levanta dúvidas sobre a real eficácia do trabalho de Adenor. Na contramão a essa desconfiança, está o aproveitamento de seis vitórias em nove jogos contra europeus.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN! 

Continua após a publicidade

Publicidade