Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês

Thiago Silva lembra fama de chorão e vê perseguição pessoal a Neymar

Zagueiro manifestou apoio ao atacante lembrando pressão psicológica após a Copa de 2014 e pediu responsabilidade nos comentários direcionados ao companheiro

Por Da Redação Atualizado em 12 out 2021, 16h14 - Publicado em 12 out 2021, 15h58

O experiente zagueiro Thiago Silva, 37 anos, manifestou novamente apoio ao atacante Neymar, companheiro de seleção brasileira. Em entrevista coletiva nesta terça-feira, 12, em Manaus, Silva voltou a defender o jogador do Paris Saint-Germain lembrando das dificuldades que passou após a derrota por 7 a 1 para a Alemanha na Copa do Mundo de 2014, quando foi “tachado de chorão”, e avaliou como pessoais as notícias relacionadas a Neymar. O Brasil enfrenta o Uruguai nesta quinta, 14, às 21h30, na Arena da Amazônia.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

“Eu passei por momentos semelhantes aqui dentro, principalmente depois da Copa de 2014. Fui tachado como chorão, como fraco, como psicologicamente muito fraco. Coisa que vai te machucando e que você sabe que você não é. Espero que ele não perca essa alegria, que continue da forma que ele é. É super especial e, quando está alegre, desempenha sempre o que desempenhou: joga bem, vence jogos dá passes para gol. Quanto mais ele tiver contente, melhor para nossa seleção”, disse o jogador.

“É uma situação bem difícil. Embora a gente saiba que a gente sofre pressão de todos os lados. É uma pressão diferente, que parece direcionada ou pessoal. Se tem deixado de lado o que ele [Neymar] vem fazendo dentro de campo e focando em outras coisas que não são interessantes”, argumentou.

  • Neymar em ação diante da Colômbia -
    Neymar em ação diante da Colômbia – Guillermo Legaria/Getty Images

    De fora da partida contra a Venezuela e com atuação discreta diante da Colômbia, o camisa 10 do Brasil voltou ao noticiário pelas recentes falas à DAZN. Na entrevista, afirmou que a Copa de 2022 pode ser a última de sua carreira, alegando não saber se terá condições “de cabeça, de aguentar mais futebol”.

    “Independentemente do jogador, acho que a gente tem que ter um pouco mais de tranquilidade na análise da situação. Por vezes se fala e depois se arrepende. A gente quando erra dentro de campo sofre gols, críticas e pressão. Mas quando uma pessoa fala determinada coisa, ela vai, pede desculpa e age como se não tivesse acontecido. É um pouco mais de coerência, a gente sabe da nossa pressão e da nossa responsabilidade”, explicou o defensor.

    Thiago Silva reconheceu que Neymar não vive o melhor momento da carreira. Até o momento, o jogador faz temporada discreta pelo PSG: um gol e duas assistências em sete partidas. “Claro que ele se cobra muito, A gente sabe também que tem que fazer melhor, jogar melhor, ter um entrosamento melhor. Ele sabe que não fez um jogo de Neymar, ele tem essa autocrítica. Mas a cobrança não é de acordo com o que faz dentro de campo e sim fora dele. Fica uma cobrança muito forte de coisas que não têm nada a ver”.

    Neymar também foi alvo de outra polêmica: um áudio vazado em que supostamente o narrador Galvão Bueno, da TV Globo, chama o atacante de idiota. O conteúdo viralizou nas redes sociais. Ainda não há confirmação sobre a autenticidade, nem a emissora e o narrador se manifestaram sobre o assunto.

    A possível fala do narrador aconteceu quando o repórter Eric Faria informava que Neymar, diferentemente dos demais jogadores, deixou o campo logo que o árbitro apitou o fim do jogo. A Globo e o narrador ainda não se posicionaram sobre o assunto.

    Continua após a publicidade

    O pai do atleta compartilhou uma foto do jogador abraçando uma criança, chorando, e disse que o filho é “um herói sem mentiras, que enfrenta sua história de frente”.

    “Mascarado, mimado, cai-cai e agora idiota. Os três primeiros adjetivos não nos incomodam, silenciar sempre foi, talvez, a melhor resposta. Mas quero falar sobre o ‘mascarado’. Sim, ele usa máscara. Máscara da prevenção, do protocolo, da saúde e o que mais falarem desses novos tempos. Mas ele é meu ídolo, de muitos brasileiros e de outras nações”, iniciou em sua fala.

    View this post on Instagram

     

    Uma publicação compartilhada por Neymar Pai (@neymarpai_)

    “Ontem, meu filho posou para foto ao lado de uma criança, colou seu rosto no dele, mesmo se arriscando a ser criticado por tirar a máscara. (…) Cadê o respeito pelo ser humano, pela foto eterna em uma vida efêmera? A oportunidade única de um fã? É, meu filho é mascarado e o que você mais quiser. Mas idiota? Não! Ele é o herói. Um herói sem mentiras, que enfrenta a sua história de frente, sem buscar atalhos covardes, sem ser traiçoeiro. Vamos em frente filho. Tenho orgulho demais de você!”, completou.

    A irmã do atleta, Rafaella Santos, retrucou afirmando não ter a paciência que o irmão tem e disse: “durante a transmissão, chamou o meu irmão de idiota. Será ele ou você?”.

    Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

    Continua após a publicidade
    Publicidade