CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Técnico alemão é suspenso por usar comprovante vacinal falso

Além de ficar um ano longe dos gramados, Markus Anfang, ex-treinador do Werder Bremen, terá de pagar multa de 20.000 euros

Por Da redação Atualizado em 27 jan 2022, 16h22 - Publicado em 27 jan 2022, 16h20

Markus Anfang, ex-técnico do time alemão Werder Bremen, foi suspenso na última quarta-feira 26 pela Federação de Futebol da Alemanha, por um ano, após ser descoberto que ele apresentou comprovante de vacinação falso contra a Covid-19. Pelo mesmo motivo, seu auxiliar, Floridan Junge, foi punido por dez meses.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

As investigações começaram em novembro de 2021, após o próprio departamento médico do clube, campeão da Bundesliga em 2009 e atualmente na segunda divisão do futebol alemão, acusar Markus de falsificar o documento.

Para não precisar cumprir os protocolos sanitários da liga alemã e fazer quarentena, já que teve contato com o jogador, Marco Frield, que testou positivo para o vírus, o técnico apresentou o comprovante falso e no mesmo mês, pelo fato de o caso ter tido grande repercussão no clube e na mídia alemã, pediu seu desligamento da equipe.

Além de estarem completamente suspensos de qualquer atividade dentro do futebol alemão durante o tempo determinado pela justiça, o ex-técnico e seu assistente terão de pagar uma multa de 20.000 euros e 2.000 euros, respectivamente. Eles poderão cumprir a punição em condicional, podendo voltar aos gramados ainda em 22/2023.

Anfang é investigado também pelo Ministério Público alemão, por ter utilizado esse mesmo comprovante falso para ir a uma festa em Colônia, sua cidade natal.

Em comunicado oficial, a Federação Alemã de Futebol afirmou que “Eles obtiveram um cartão de vacinação falso no verão passado, que os identificou incorretamente como ‘duplamente vacinados contra o coronavírus’. Eles apresentaram isso ao seu empregador, de modo que desde o início do outono eles não participaram mais dos testes prescritos pelo Werder Bremen” e completou ainda, dizendo que por meio dessa ação, os dois “violaram consideravelmente suas posições de exemplo à sociedade como treinadores”.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 14,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês