ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Sem estádio durante Jogos, clubes do Rio tentam reformar estádio na Ilha do Governador

Outras opção também estão em pauta

Por Redação PLACAR 18 nov 2015, 15h31

De acordo com o site Uol Esportes, três clubes do Rio de Janeiro tentam um plano de emergência para o período dos Jogos Olímpicos de 2016. Sem estádio na cidade por conta das Olimpíadas, Botafogo, Flamengo e Fluminense, clubes que ficaram sem estádio, pretendem reformar o estádio Luso Brasileiro, na Ilha do Governador.

Para a reforma, os clubes iniciaram conversas com a Secretaria de Esporte e Lazer do Rio de Janeiro para a reforçar. O governo promete financiar a reforma do estádio por R$ 30 milhões por meio da lei de incentivo ao esporte. Contudo, para isso, os clubes devem encontrar parceiros dispostos a participar da reforma.

“A Secretaria de Esportes deu sinal verde para o projeto, mas é preciso capitalizar em torno da lei de incentivo. O projeto está sendo tocado”, disse Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo ao Uol.

O estádio Luso-Brasileiro pertence à Portuguesa e tem capacidade para 3.718 lugares. A ideia, com a reforma, é ampliar a capacidade para 20 a 30 mil lugares.

Caso não dê certo, a ideia é reformar a Gávea ou o Caio Martins, no mesmo moldes, para receber as equipes no período em que a cidade estiver fechada.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade