CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Sem dinheiro, veja quem os clubes podem aproveitar da Copinha

Jogadores destaques na competição podem receber oportunidade no profissional já para a disputa dos estaduais

Por Guilherme Azevedo Atualizado em 14 jan 2022, 12h17 - Publicado em 14 jan 2022, 12h10

A 52ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior se encaminha para os seus momentos mais decisivos, com a disputa da terceira fase que definirá os primeiros classificados para as oitavas de final da competição. Agora, dos 128 clubes que iniciaram o torneio, apenas 32 sobraram, mas já é possível citar um legado: inúmeros destaques que puderam ser observados.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

Tendo em vista a situação financeira delicada de muitos times brasileiros, os jovens da base são canditados a tábua de salvação para muitos clubes. PLACAR selecionou os principais destaques da Copinha que podem ser aproveitados em 2022:

Botafogo

Raí – 19 anos

Raí, destaque do Botafogo na Copinha
Raí, destaque do Botafogo na Copinha – Instagram/Divulgação

Camisa 10 do Glorioso na Copinha, Raí é um canhoto, com extrema habilidade em bolas paradas e se tornou esperança para o elenco profissional. Recém-promovido para a elite, o clube precisa renovar com o garoto para que ele fique no clube, tendo em vista que seu contrato se encerra no fim de 2022.

Guilherme Liberato – 20 anos

No último ano de contrato, o volante Guilherme Liberato é uma das engrenagens da equipe carioca. Com capacidade para desarmar e iniciar jogadas, domina o meio de campo e tem imposição física impressionante. Pode ser utilizado já no Campeonato Carioca.

Corinthians

Guilherme Biro – 17 anos

Aos 17 anos, Biro é um dos destaques individuais do Corinthians -
Aos 17 anos, Biro é um dos destaques individuais do Corinthians – Felipe Szpak/Agência Corinthians/Divulgação

Da geração 2004, Guilherme Biro encanta a torcida corinthiana. Já utilizado como lateral, agradou ainda mais os torcedores quando foi escalado como meia. Habilidoso, impressiona pelo bom trato com a bola e dribles curtos. Tem forte concorrência no time principal.

Luís Mandaca – 20 anos

Mandaca tenta convencer para retornar ao time principal -
Mandaca tenta convencer para retornar ao time principal – Rodrigo Coca/Agência Corinthians/Divulgação

Poupado para evitar lesão nos últimos jogos, o meio-campista Luís Mandaca é uma das promessas da forte base do Corinthians. Estreou profissionalmente na temporada passada e já balançou as redes. Nascido em 2001, estoura a idade de sub-20 após a Copinha.

Cruzeiro

Paulo – 19 anos

Paulo, zagueiro do Cruzeiro de 19 anos
Paulo, zagueiro do Cruzeiro de 19 anos – Instagram/Divulgação

Utilizado poucas vezes na disputa do Brasileirão Série B de 2021, o zagueiro Paulo parece cada dia mais pronto. Capitão da equipe cruzeirense na Copinha, comanda o sistema defensivo extremamente seguro. Com a contenção de gastos da diretoria do Cruzeiro, deve receber oportunidades no time principal.

Denivys – 20 anos

Após a saída de Fábio, o Cruzeiro enxerga uma carência na posição de goleiro. Denivys, que faz 21 anos em 2022, joga sua última Copinha e já caiu nas graças da torcida. Apesar da pouca idade, pode ser uma opção para assumir o gol do lado azul de Belo Horizonte.

Fluminense

Wallace – 20 anos

Meio-campista capitão da equipe sub-20, Wallace pode atuar em várias funções, principalmente como primeiro e segundo volante. Com facilidade para conduzir a bola e encontrar alternativas de passe, pode ser mais um grande nome que surgiu de Xerém.

Matheus Martins – 18 anos

Continua após a publicidade

Matheus Martins, meia-atacante do Fluminense
Matheus Martins, meia-atacante do Fluminense Instagram/Divulgação

Muito técnico, um dos principais valores da base do Fluminense é Matheus Martins. Camisa 10, chega na área com naturalidade e tem características para a armação de jogadas. Apenas com 18 anos, pode receber chances no profissional, apesar de grande concorrência.

Internacional

Estevão – 19 anos

Estevão, 19 anos, é um dos bons nomes do Internacional -
Estevão, 19 anos, é um dos bons nomes do Internacional – Internacional/Divulgação

Atacante veloz e com aptidão para usar as duas pernas, Estevão é querido pela torcida colorada. Com atributos para ser utilizado pelos lados ou centralizado, partindo de trás, em velocidade, deve ser pinçado pelo elenco principal.

Lucca – 18 anos

Companheiro de Estevão no comando de ataque, o camisa 9, Lucca, é outro destaque da base do Inter. Sem tanto vigor físico quanto a maioria dos centroavantes, busca compensar na técnica e na facilidade para dominar a bola. Uma transição para o profissional pode já acontecer em 2022.

Santos

Rwan Seco – 20 anos

Camisa 10, Rwan tem chamado atenção pelo Santos -
Camisa 10, Rwan tem chamado atenção pelo Santos – Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC/Divulgação

Elogiado por Fábio Carille, treinador do profissional, o atacante Rwan Seco é amigo íntimo do gol. Com quatro tentos em quatro jogos, o camisa 10 estoura a idade da base neste ano e deve receber chances já no estadual.

Weslley Patati – 18 anos

Franzino, veloz e driblador. Essas características já foram de muitos “meninos da Vila” e Weslley Patati não é diferente. Extremamente ágil, é um jogador difícil de ser marcado e pode ser utilizado aos poucos no time principal.

São Paulo

Lucas Beraldo – 18 anos

Lucas Beraldo, zagueiro canhoto do São Paulo na Copinha
Lucas Beraldo, zagueiro canhoto do São Paulo na Copinha – Instagram/Divulgação

Muitos são-paulinos dizem que Lucas Beraldo já é diferente por ser canhoto, algo raro para zagueiros. Bom com a bola no pé, começa a construção de jogadas do time e tem papel importante na contenção de contra-ataques adversários. A posição é carente no profissional do São Paulo.

Vitinho – 20 anos

Dependendo de renovação para continuar no clube, Vitinho, nascido em 2001, é um armador que pode atuar em muitas posições do ataque. Canhoto, tem facilidade para encontrar passes entre a defesa adversária e driblar pressionado.

Vasco da Gama

Figueiredo – 20 anos

Figueiredo é nome badalado na base do Vasco -
Figueiredo é nome badalado na base do Vasco – Rafael Ribeiro/Vasco da Gama/Divulgação

Artilheiro da Copinha com sete gols, o camisa 9 Figueiredo é um dos casos daqueles garotos que já foram utilizados no profissional. Contestado pela torcida por atuações no time principal – quando jogou fora de posição – deve receber nova chance em 2022.

Andrey – 17 anos

Extremamente jovem, o garoto Andrey, camisa 5 do Vasco na Copinha, é uma promessa com um futuro de gerar ansiedade. Primeiro volante com ótimo passe, tem facilidade para recuperar a bola e já armar em seguida. A idade pode ser um peso para sua profissionalização, a qualidade, nunca.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade

Publicidade