ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Seleção de Tite encara rodada espinhosa nas Eliminatórias

Time vem de frustração na Copa América e terá compromissos duros com 9 desfalques do futebol inglês

Por Da Redação Atualizado em 23 set 2021, 17h23 - Publicado em 31 ago 2021, 09h34

O técnico Tite, enfim, conta com os 24 jogadores convocados para os três próximos jogos da seleção brasileira pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Na manhã desta terça-feira, 31, o atacante Neymar e o zagueiro Marquinhos, do Paris Saint-Germain, se apresentaram ao restante do elenco que está concentrado em Guarulhos, em São Paulo. Embora matematicamente a situação seja confortável, esportivamente a equipe enfrenta um momento de turbulência.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

O Brasil vem de uma derrota dolorosa para a Argentina na final da Copa América no Maracanã e reencontrará seu maior rival no próximo domingo, 5. A equipe argentina é a pedra no sapato de Tite: foi responsável por três das cinco derrotas sofridas pelo técnico desde que assumiu a seleção em 2016.

Antes, a Brasil enfrenta o Chile, primeiro adversário da rodada de três compromissos consecutivos, já nesta quinta-feira, às 22h, no estádio Monumental, em Santiago. Serão apenas dois dias de treinamentos com um elenco completamente modificado pelo veto da Premier League, que não liberou que atletas sul-americanos pudessem viajar para atuar por suas seleções, em razão dos protocolos de combate à Covid-19.

Ao todo, nove atletas não puderam se apresentar: os goleiros Alisson (Liverpool) e Ederson (Manchester City), o zagueiro Thiago Silva (Chelsea), os volantes Fabinho (Liverpool) e Fred (Manchester United), além dos atacantes Roberto Firmino (Liverpool), Gabriel Jesus (Manchester City) e Raphinha (Leeds United).

Posteriormente, os nomes foram substituídos pelos goleiros Everson (Atlético-MG) e Santos (Athletico), os meias Edenílson (Inter) e os atacantes Malcom (Zenit) e Vinicius Junior (Real Madrid).

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

A agenda da seleção segue com mais duas partidas no país: a Argentina, no dia 5, na Neo Química Arena, em São Paulo, e o Peru, o dia 9, na Arena Pernambuco, em Recife. A rodada pode encaminhar a classificação da seleção para a Copa de 2022. Até aqui, em seis partidas, 100% de aproveitamento: 18 pontos somados, 16 gols marcados e somente dois sofridos. A diferença para o Paraguai, primeira seleção fora da zona de classificação, é de 11 pontos.

Além de não contar com os nove atletas, o Brasil também não terá Matheus Nunes, do Sporting, convocado posteriormente e que já avisou que não irá se apresentar. O jogador recebeu contato do técnico Fernando Santos, da seleção de Portugal, e deve aceitar jogar pelo país com o qual possui grande identificação.

Na segunda, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) diz ter definido em comum acordo com a Federação Paulista de Futebol (FPF) e os órgãos de saúde que a partida contra a Argentina, não contará com a presença de público, mesmo com a aprovação do protocolo de saúde. Segundo a entidade, não haverá tempo hábil para o desenvolvimento de um sistema que permita controle de compra, verificação de testes, comprovantes de vacinas e acesso do público ao estádio. O jogo terá a participação de 1.500 convidados.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade