CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Santa Fe vence Huracán nos pênaltis e leva a Sul-americana

Vitória veio após dois empates em 0 x 0 com a bola correndo

Por Redação PLACAR 9 dez 2015, 23h47

Após dois empates em 0 x 0 em 180 minutos de disputa, Santa Fe e Huracán foram decidir o título da Copa Sul-americana na prorrogação, algo que não acontecia desde 2010, quando o Independiente foi campeão contra o Goiás nos pênaltis, assim como aconteceu neste ano, na Colômbia. Dessa vez, o Santa Fe fez 3 x 1 e ficou com a taça.

O jogo foi tecnicamente fraco, repetindo o 0 x 0 da Argentina. Na prorrogação, as equipes mantiveram-se covardes e pouco criaram.

Assim, a disputa foi para os pênaltis.Bogado começou batendo pelo Huracán e o goleiro Zapata fez defesa no meio do gol, após se adiantar muito. Omar Pérez bateu pelo Santa Fe e marcou após a bola passar embaixo do goleiro Díaz, do Huracán.

Em seguida, Nervo cobrou pelo Huracán e chutou no travessão, dando grande vantagem à equipe colombiana. Em seguida, Seijas, cobrou no meio do gol e deslocou Díaz, marcando 2 x 0 para os colombianos.

Em seguida, Mancinelli deslocou Zapata e colocou no Ângulo, marcando o primeiro para o clube argentino. Balanta fez a mesma coisa no pênalti seguinte e fez 3 x 1 para o Santa Fe.

A pressão veio para os pés de Toranzo, que se perdesse, dava o título ao Santa Fe. O meia chutou no travessão e deu o primeiro título a um colombiano na história da Sul-americana.

Assim, o clube que manda seus jogos no El Campín se garantiu na Copa Libertadores de 2016.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês