CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Robinho encerra contrato com Atlético-MG e fica livre no mercado

Jogador não aceitou redução de salário e diz que só vai pensar no futuro após as férias

Por Estadão Conteúdo Atualizado em 20 out 2021, 17h33 - Publicado em 1 jan 2018, 14h47

A passagem de quase dois anos do atacante Robinho pelo Atlético-MG está oficialmente encerrada. O contrato do jogador com o clube se encerrou em 31 de dezembro e agora está sem time, livre no mercado. No ano passado, durante o Campeonato Brasileiro, Robinho declarou que aceitaria redução de salário para permanecer no Atlético-MG. “Aceitaria, sim. Quando há interesse de ambas as partes é só conversar. Não há dificuldade nenhuma”, afirmou no fim de outubro.

Como o clube enfrenta problemas financeiros, a diretoria recém-eleita adotou uma política de redução salarial, o que provocou também a saída do centroavante Fred. O clube reduziu o salário de Robinho, com oferta para mais duas temporadas. Mas o jogador de 33 anos e sua advogada, Marisa Alija, rejeitaram a proposta, segundo contou  Alexandre Gallo, diretor de futebol do Atlético.

Volta ao Santos?

O Santos, onde iniciou a sua carreira e teve três passagens, é um clube que tem seu nome ligado ao atacante, mesmo que o presidente eleito José Carlos Peres tenha declarado que não estava em negociações. Além disso, admitiu que a condenação em primeira instância a nove anos de prisão na Itália por caso de violência sexual, em incidente ocorrido quando era jogador do Milan, poderia pesar na sua decisão de não contratá-lo.

O Santos perdeu Lucas Lima e Ricardo Oliveira e com Robinho livre de contrato a negociação poderia ser facilitada, apesar de o clube sofrer com problemas financeiros. O atacante garante não ter pressa para definir o seu destino. “Sinceramente ainda não decidi. Estou descansando, desligando o telefone, as férias são curtas. Lá para janeiro, tomo a decisão, sem pressa”, afirmou, ao SporTV.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade