CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Ricardo Oliveira deixa o São Caetano dez dias após ser apresentado

Sem contrato formalizado com o jogador, clube optou por encerrar acordo após desconfianças com o elenco e ponderações a estrutura do clube

Por Klaus Richmond e Mariáh Magalhães Atualizado em 4 fev 2022, 08h15 - Publicado em 3 fev 2022, 18h10

Durou apenas dez dias a passagem do experiente atacante Ricardo Oliveira, 41 anos, pelo São Caetano. O jogador que atuou por São Paulo, Santos e seleção brasileira não disputará mais a Série A2 do Campeonato Paulista pelo clube do ABC. Apresentado oficialmente no último dia 25, Oliveira tinha apenas um acordo verbal e realizava trabalhos junto ao elenco, mas um mal-estar entre as partes abreviou a passagem antes mesmo da estreia oficial.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

Segundo o presidente Manoel Sabino Neto, a desistência foi motivada, principalmente, por desconfianças do jogador com relação a condição do elenco da equipe. Mesmo com o contrato já redigido, ele optou por não assinar o documento.

Oliveira ainda teria feito seguidos questionamentos sobre a estrutura de trabalho oferecida. O jornal Diário do Grande ABC disse em reportagem que a postura gerou mal-estar entre atletas que disseram que o jogador  “se sente maior do que o clube”.

“A questão não foi financeira, estávamos totalmente acordados quanto a isso. Ele fez alguns apontamentos do grupo de trabalho que temos, como da própria estrutura. Optamos, os dois lados, por não dar sequência. Nós entendemos que o nosso clube está em uma fase de reestruturação. Agora, com o apoio da prefeitura, estamos nos estruturando. Começamos a ajustar diversos pontos, mas não dá para parar a casa para arrumar”, disse o dirigente a PLACAR.

“O Ricardo foi apresentado por amigos em comum e, como trabalhamos como clube-empresa, há trâmites contratuais diferentes. Quando apertamos as mãos entendemos que as questões de papeladas seriam apenas burocracias. A saída dele não foi por descumprimento contratual, nem salarial, mas por não se encaixar a este atual momento do clube”, completou.

Continua após a publicidade

Curiosamente, assim que foi apresentado, o jogador disse estar feliz em jogar pelo time e demonstrou transparência em sua fala: “Quero muito colaborar dentro e fora do campo para que tudo evolua. Se por acaso um dia eu sentir que não estou rendendo o esperado, vou imediatamente pedir para sair. Assim sempre foi minha carreira, com verdades”, afirmou na ocasião, também elogiando o “projeto vencedor” do clube.

Em três jogos até aqui no estadual, o São Caetano somou quatro pontos – um empate, uma vitória e uma derrota. No último dia 29, a diretoria optou por encerrar a passagem do técnico Max Sandro, após dois jogos sem vencer. Enquanto isso, o auxiliar Axel comanda a equipe.

Em nota, o São Caetano diz que durante o processo de formalização de contrato ocorreram divergências entre as partes, desejando ao atleta uma excelente sequência de carreira. Mais tarde, o jogador se manifestou pelas redes sociais.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Ricardo Oliveira (@ricardo.oliveira)

Além do Santos, onde teve passagem marcante, Oliveira já passou por clubes como Portuguesa, São Paulo, Atlético-MG, Valencia-ESP, Betis-ESP, Zaragoza-ESP, Milan-ITA, Al Jazira-UAE e Al Wasl-UAE, além da seleção brasileira.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês