CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Renato Gaúcho sobre briga no Gre-Nal: ‘Não tenho time de freiras’

Capitão do Grêmio, o zagueiro Geromel se disse “envergonhado” pela confusão que gerou oito expulsões no clássico gaúcho

Por Da Redação Atualizado em 23 set 2021, 22h45 - Publicado em 13 mar 2020, 10h11

Renato Gaúcho lamentou a confusão que gerou oito expulsões (quatro de cada lado) no clássico entre Grêmio e Inter, o primeiro Gre-Nal da história da Copa Libertadores, que terminou empatado em 0 a 0 na noite desta quinta-feira 13, na Arena do Grêmio. O técnico tricolor, no entanto, disse que foram os rivais colorados que começaram a briga e que seus jogadores não tinham outra opção.

Tudo começou depois de uma dividida envolvendo Moisés, do Inter, e Pepê, do Grêmio. A partir daí, foram cerca de 10 minutos de paralisação com pancadaria em campo. Acabaram expulsos Pepê, Luciano, Caio Henrique e Paulo Miranda (no banco) pelo Grêmio; Moisés, Edenílson, Cuesta e Praxedes (no banco) pelo Inter. 

“É vergonhoso. Para o Grêmio e para o Internacional. Vergonhoso porque são profissionais e colegas de profissão. Tem outros Gre-Nais, espero que não se repita. Senão, é bola de neve. Eles jogadores sabem que erraram, como nós sabemos”, afirmou.

O próprio Renato entrou no gramado para tirar os gremistas da confusão, mas justificou o sangue quente de seus atletas. “Meu time vai jogar futebol. Se os caras baterem, meu time vai olhar? Não tenho time de freiras. Que o árbitro tenha personalidade para apitar o Gre-Nal.”

O técnico do Inter, o argentino Eduardo Coudet, lamentou o ocorrido que, segundo ele, veio no “melhor momento do Inter no jogo”. “Não é algo que gostaríamos. Muitas pessoas olhavam, crianças. A intensidade que se vive uma partida dessas, se passa um pouco mais. Na minha carreira, é a primeira vez que termino com sete na linha. O campo fica muito grande, mas se deu assim.”

O zagueiro Geromel, do Grêmio, criticou duramente a conduta dos atletas. “Todos somos culpados. O país está polarizado, ninguém respeita ninguém. Nós temos, aqui, a oportunidade de dar um exemplo. Eu, como capitão do Grêmio, estou envergonhado.”

Com o empate, Inter e Grêmio permaneceram na liderança do Grupo E da Libertadores com quatro pontos, seguidos pelo América de Cali, que tem três. A Universidad Católica ainda não pontuou em dois jogos. O torneio continental está suspenso a partir da próxima semana devido à pandemia de coronavírus, sem previsão de retorno.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade