CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Reforços ‘chineses’ vivem oscilação no futebol brasileiro

Goulart, do Santos, Paulinho, do Corinthians, Elkeson, do Grêmio e Aloísio, do América-MG, são alguns dos que retornaram após passagens no futebol chinês

Por Da redação Atualizado em 19 Maio 2022, 18h41 - Publicado em 20 Maio 2022, 04h00

Alguns velhos conhecidos no cenário nacional nos últimos anos retornaram para esta temporada ao futebol brasileiro. Dentre eles, pelo menos quatro atletas vieram dos principais clubes chineses.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

Após dez anos no exterior, o volante Paulinho, ex-Guangzhou Evergrande, retornou ao Corinthians em janeiro, mas sofreu grave lesão e deve ficar de fora o restante da temporada. Outro nome em dificuldades é o meia-atacante Ricardo Goulart, contratado como referência na remontagem do Santos, mas que sofre com críticas.

PLACAR separou os números e o balanço dos reforços:

Paulinho (Corinthians)

O retorno do meio-campista ao futebol brasileiro pelo Corinthians foi interrompido por uma grave lesão no início de maio. Paulinho rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo e irá passar por intervenção cirúrgica.

Paulinho, do Corinthians, disputa com Jorge Marsiglia, do Cali
Paulinho sofreu grave lesão no joelho – Sebastiao Moreira/EFE

Sem previsão de retorno, não deve jogar o restante da temporada. Foram 20 jogos no Corinthians, quatorze como titular e quatro gols marcados, além de duas assistências. No período, sofreu com questionamentos sobre o desempenho aquém da passagem anterior.

Ricardo Goulart (Santos)

Após 22 partidas disputadas com a camisa 10 do alvinegro praiano, 19 delas como titular, o meia-atacante de 30 anos encara um jejum de dois meses sem balançar as redes – ou onze jogos. São quatro gols e três assistências até aqui.

Experiente, Goulart é uma das esperanças do Santos -
Goulart tem oscilado entre titular e reserva no Peixe – Ivan Storti/Santos FC

Titular em boa parte dos jogos, foi eleito pela Conmebol, na última quarta, 18, o melhor jogador da partida contra o Unión La Calera pela Sul-Americana, Goulart encara rejeições e pressão da torcida. Este é seu segundo retorno ao futebol brasileiro depois de temporadas por Hebei Fortune e Guangzhou Evergrande.

Aloísio ‘Boi Bandido’ (América-MG):

Um dos retornos mais demorados entre os recentes reforços do mercado brasileiro é o do centroavante de 33 anos. Foram sete anos no futebol chinês e passagens por Shandong, Hebei China Fortune e Guangzhou Evergrande. Contratado em março pelo América-MG, atuou em quatro jogos em maio: contra Atlético-MG, CSA, Coritiba e Tolima, sendo titular nos últimos dois.

Continua após a publicidade

Aloísio ainda não balançou as redes pelo América-MG -
Aloísio ainda não balançou as redes pelo América-MG – Mourão Panda/América/Divulgação

Elkeson (Grêmio)

Revelado pelo Vitória e destaque do Botafogo no início da última década, Elkeson atuou por quase dez anos no futebol chinês. Seu retorno ao futebol nacional aconteceu há pouco menos de um mês. Entrou no decorrer das partidas contra CRB-AL, Cruzeiro e Ituano, pelo Brasileirão Série B.

Elkeson ainda busca titularidade no Grêmio -
Elkeson ainda busca titularidade no Grêmio – Mauro Horita/Grêmio FBPA

Miranda (São Paulo)

Ex-Jiangsu, está na sua segunda temporada no São Paulo. Apesar de ter sido um dos destaques da equipe ano passado, o defensor de 37 anos tem tido menos oportunidades com o técnico Rogério Ceni.

Miranda perdeu espaço no São Paulo -
Miranda perdeu espaço no São Paulo – Rubens Chiri/Saopaulofc.net/Divulgação

Nos últimos dez jogos da equipe Miranda foi reserva não utilizado em sete delas. Em 2022, soma 11 jogos entre todas as competições e, até aqui, não atuou em nenhuma rodada do Brasileirão.

Renato Augusto (Corinthians)

Também ex-atleta do Jiangsu, Renato Augusto está há pouco mais de dez meses na segunda passagem no clube paulista.

Renato Augusto chegou a ser cotado para voltar à seleção -
Renato Augusto chegou a ser cotado para voltar à seleção – @corinthians/Twitter

Ano passado foram 21 jogos pelo Brasileirão e belos gols. Já este ano, mais 23 com a equipe desde o início da temporada. Como titular foram 19 no ano, além de três gols e duas assistências.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês