CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Qual campeão fez pior campanha na Liberta: Cruzeiro (97) ou River (15)?

Equipes foram campeãs com uma média muito baixa de pontos

Por Redação PLACAR 3 out 2015, 09h00

Pergunta de Luciano Oliveira (São Paulo)Qual desses dois campeões fez a pior campanha na Libertadores: o Cruzeiro em 1997 ou o River Plate, agora em 2015?

R: O Cruzeiro campeão da Libertadores pela segunda vez, em 1997, foi pior que o River Plate, que ganhou sua terceira Libertadores agora em 2015. Na fase de grupos de 1997, o time brasileiro perdeu as três primeiras partidas (1 a 2 para o Grêmio, em casa, 0 a 1 para os peruanos Alianza e Sporting Cristal, fora). Mas, depois, ganhou fora do Grêmio (1 a 0) e em casa do Alianza (2 a 0) e do Sporting Cristal (2 a 1).

Das oitavas até as semifinais, foi ganhando em casa, perdendo fora e passando nos pênaltis, contra El Nacional, do Equador (0 a 1 e 2 a 1), Grêmio (2 a 0 e 1 a 2) e Colo-Colo, do Chile (1 a 0 e 2 a 3). Na decisão contra o Sporting Cristal, o Cruzeiro empatou fora (0 a 0) e ganhou em casa (1 a 0).

Totalizou 22 pontos, 52,4% dos 42 possíveis. Já o River Plate foi campeão em 2015 com 24 pontos ganhos, 57,1% dos 42 disputados. Na fase de grupos, classificou-se com uma única vitória, na última rodada, por 3 a 0, sobre o San José, em casa. Havia perdido para o San José, na Bolívia (0 a 2) e empatado quatro vezes: uma por 2 a 2, com o Tigres, no México, e três por 1 a 1, com o mesmo Tigres, em Buenos Aires, e com o Juan Aurich, tanto no Peru, quanto em Buenos Aires.

Nas oitavas, o River venceu o Boca por 1 a 0 na primeira partida, no Monumental de Nuñez, e empatava por 0 a 0 na Bombonera, quando o jogo teve que ser interrompido no intervalo por causa do episódio em que os jogadores foram atingidos por um spray de pimenta. O Boca foi eliminado pela Conmebol, o River ganhou os pontos também daquele segundo jogo e seguiu para as quartas de final, onde eliminou o Cruzeiro. Perdeu a primeira, em casa, por 1 a 0, mas

ganhou a segunda, por 3 a 0, no Mineirão. Nas semifinais, a vítima do River foi o Guaraní do Paraguai, derrotado por 2 a 0 em Buenos Aires. Os dois times empataram (1 a 1) no Mineirão e o River classificou-se para a decisão contra o Tigres. Empatou no México (0 a 0) e ganhou por 3 a 0 em Buenos Aires, sagrando-se campeão.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade