ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

PSG recusa oferta de quase R$ 1 bilhão do Real Madrid por Mbappé

Espanhóis aumentam a carga para contratar o atacante francês até o fechamento da janela de transferências; PSG resiste e cita incômodo com assédio rival

Por Da Redação Atualizado em 23 set 2021, 17h28 - Publicado em 25 ago 2021, 08h40

A novela envolvendo a saída de Kylian Mbappé do Paris Saint-Germain segue ganhando novos capítulos. Segundo o jornal espanhol Marca, o Real Madrid formalizou uma proposta de 160 milhões de euros (988 milhões de reais pela cotação atual) pelo jogador. A oferta, contudo, já foi rejeitada, de acordo com o Le Parisien. E, pela primeira vez, o clube francês externou incômodo com o assédio dos espanhóis pelo jogador. A desfecho ainda é incerto.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

“Nasser Al-Khelaïfi permanecerá inflexível até o fim?”, questionou a publicação francesa, sobre a postura do presidente catariano do clube. Horas depois, foi a vez do brasileiro Leonardo, diretor do clube francês, se pronunciar sobre o caso em entrevista a rádio RMC Sports.

Dissemos não verbalmente, mas não estamos impedindo ninguém. Se alguém quiser ir embora e nossas condições forem atendidas, veremos, mas criamos um sonho com nossos jogadores neste verão e não vamos deixar ninguém destruí-lo. A oferta é considerada muito diferente do que Kylian representa hoje. Também devemos parte desse dinheiro ao Mônaco e consideramos que a proposta não é suficiente”, explicou o dirigente, que externou incômodo com a abordagem do Real.

“É especialmente a maneira de fazer do Real que não gostamos. Kylian Mbappé quer ir embora, parece-me claro. Se o Real Madrid faz uma oferta, parece-me claro que dou uma posição que, creio, é clara para todos. Não podemos, na última semana da janela de transferência, mudar nossos planos. Se ele quiser ir embora, não vamos segurá-lo, mas será nos nossos termos”, completou.

De acordo com Leonardo, Mbappé prometeu ao PSG que não deixaria o clube de forma livre, após o fim do contrato, e que foi estabelecido entre a direção do clube que não aceitarão um valor menor do que o investido para tirá-lo do Mônaco, em 2017.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

O vínculo do PSG com Mbappé é válido até de julho de 2022. Em janeiro, o atleta já poderá assinar um pré-contrato gratuito com qualquer outro clube. O time da capital francesa enxerga a venda nesta janela de transferências como uma opção mais vantajosa financeiramente de recuperar parte dos 180 milhões de euros (R$ 668 milhões à época) investidos para contratar o jogador do Monaco, a segunda transferência mais cara de toda história, atrás somente da de Neymar, também em 2017.

“O Real Madrid tem se comportado assim há dois anos: é incorreto, ilegal mesmo porque contatou o jogador. É inaceitável para nós, porque não é correto. Esta é a prova da estratégia: a oferta chega um ano após o fim do contrato e 7 dias após o fim da janela de transferência”, explicou Leonardo.

O clube espanhol e o jogador correm para viabilizar a negociação até o final da atual janela de transferências, que se encerra no próximo dia 31. O Real também trabalha em uma possível investida pelo retorno de Cristiano Ronaldo, maior artilheiro da história do clube, com 51 gols em 438 jogos, que tem futuro indefinido na Juventus.

Mbappé já deixou claro que não deseja renovar contrato com o PSG, rejeitando no fim da última semana um novo acordo com significativo aumento salarial. Segundo a rádio francesa RMC, o clube francês já começa a ceder sobre uma possível venda.

 


A negociação caminha exatamente no ritmo planejado por Florentino Pérez. A estratégia para a formalização do negócio passava por uma recusa de Mbappé a proposta de renovação do PSG e abertura de negociações entre os clubes, o que já acontece.

Os espanhóis adotam máxima cautela para evitar um possível desgaste na relação com Khelaifi. A publicação diz que Pérez evitou, inclusive, receber o empresário Mino Raiola em visita a Madri. O italiano, representante de nomes como Paul Pogba e Haaland, também é conhecido por intermediar grandes negociações.

Neste domingo, 29, Mbappé deve ter a companhia de Messi diante do Reims, às 15h45, fora de casa, confronto válido pela quarta rodada do Campeonato Francês. Essa será a estreia do jogador argentino, maior contratação do clube para a temporada.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade