CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

PSG recusa oferta de R$ 1,1 bilhão e Real deve desistir de Mbappé

Clube bate o pé por pelo menos 200 milhões de euros (1,2 bilhão de reais) para fechar negócio; rádio francesa diz que espanhóis já notificaram desistência

Por Da Redação Atualizado em 23 set 2021, 17h24 - Publicado em 30 ago 2021, 09h38

A janela de transferências está chegando ao fim e a novela envolvendo a saída de Kylian Mbappé ao Real Madrid ganha os seus últimos episódios. Segundo o jornal Marca, o Paris Saint-Germain recusou uma oferta de 180 milhões de euros (1,1 bilhão de reais) dos espanhóis pelo jogador. A rádio francesa RMC Sports diz que os dirigentes do Real coloram fim as tratativas. O atacante, que de acordo com o As já disse não a seis propostas de renovação, pressiona os dirigentes franceses a viabilizarem a negociação. O fechamento da janela de transferências ocorre nesta terça-feira, 31.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

A mídia europeia já tratava a proposta como uma espécie de ultimato do Real Madrid, tendo em vista que o clube da capital francesa quer 200 milhões de euros (1,2 bilhão de reais) para liberar o atleta. A publicação ainda diz que o PSG deve voltar a carga para tentar a renovação do seu contrato até dezembro.

A investida final dos espanhóis não agradou o Paris Saint-Germain, que só aceitariam negociar Mbappé pelo preço oferecido caso algum jogador merengue fosse envolvido na negociação. A situação, porém, ficou inviável ao Real.

A novela envolvendo a saída Mbappé, o Real e o PSG ganhou ainda mais força no último dia 25, quando os espanhóis formalizaram a primeira uma proposta, de 160 milhões de euros (988 milhões de reais pela cotação atual). O clube francês externou incômodo com o assédio dos espanhóis pelo jogador.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Dissemos não verbalmente, mas não estamos impedindo ninguém. Se alguém quiser ir embora e nossas condições forem atendidas, veremos, mas criamos um sonho com nossos jogadores neste verão e não vamos deixar ninguém destruí-lo. A oferta é considerada muito diferente do que Kylian representa hoje. Também devemos parte desse dinheiro ao Mônaco e consideramos que a proposta não é suficiente”, explicou o brasileiro Leonardo, diretor do clube francês, em entrevista à rádio RMC.

“É especialmente a maneira de fazer do Real que não gostamos. Kylian Mbappé quer ir embora, parece-me claro. Se o Real Madrid faz uma oferta, parece-me claro que dou uma posição que, creio, é clara para todos. Não podemos, na última semana da janela de transferência, mudar nossos planos. Se ele quiser ir embora, não vamos segurá-lo, mas será nos nossos termos”, completou.

Kylian Mbappé na partida do PSG contra o Strasbourg -
Kylian Mbappé na partida do PSG contra o Strasbourg – Catherine Steenkeste/Getty Images

De acordo com Leonardo, Mbappé prometeu ao PSG que não deixaria o clube de forma livre, após o fim do contrato, e que foi estabelecido entre a direção do clube que não aceitarão um valor menor do que o investido para tirá-lo do Mônaco, em 2017.

O time da capital francesa enxergava a venda nesta janela de transferências como uma opção mais vantajosa financeiramente de recuperar parte dos 180 milhões de euros (R$ 668 milhões à época) investidos para contratar o jogador do Mônaco, a segunda transferência mais cara de toda história, atrás somente da de Neymar, também em 2017.

Desse modo, o trio Mbappé, Neymar e Messi se exibirá por, ao menos, uma temporada. Isso não aconteceria caso a saída do jovem jogador fosse confirmada, tendo em vista que no último domingo, 29, a estreia do craque argentino aconteceu quando o treinador Mauricio Pochettino substituiu o brasileiro para a entrada do novo camisa 30. Na partida contra o Reims, Mbappé marcou os dois gols da vitória.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade