CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Presidente do River Plate desafia Boca Juniors: ‘Venha jogar’

Rodolfo D’Onofrio acusou o presidente do Boca de não cumprir com a sua palavra e trabalhar nos bastidores para vencer o título nos tribunais

Por Da Redação Atualizado em 28 set 2021, 16h02 - Publicado em 28 nov 2018, 17h00

Em tom desafiador, o presidente do River Plate, Rodolfo D’Onofrio, convidou o rival Boca Juniors a entrar em campo na final da Copa Libertadores, em vez de seguir buscando o título na Justiça, depois dos incidentes do último sábado, nos arredores do Monumental de Núñez. Em entrevista coletiva nesta quarta-feira, 28, D’Onofrio acusou Daniel Angelici, mandatário do Boca, de não ter “honrado sua palavra’.

“Deixe de apresentar papeis e venha jogar. Não invente mais nada. Não continue gerando páginas de advogados que de nada servem. O que aqui serve é mostrar uma atitude ao mundo. É preciso ter valores na vida. Basta de vergonha e de papelão, o mundo está olhando. Sinto uma dor imensa”, declarou D’Onofrio.

O segundo jogo da final da Libertadores estava marcado para o último sábado, 24, mas um ataque de torcedores do River ao ônibus que levava os rivais fez com que a Conmebol adiasse a partida. O Boca declarou que não vai entrar em campo, mas a entidade confirmou, na última terça, que a final será realizada no dia 8 ou 9 de dezembro, fora da Argentina, ainda sem sede definida.

A confusão tem um antecedente histórico que pesou nos argumentos utilizados pelo Boca para não jogar: em 2015, em clássico válido pelas oitavas de final, um torcedor do Boca lançou gás de pimenta no túnel por onde os jogadores do River tinham acesso ao gramado da Bombonera. O jogo foi cancelado e a Conmebol optou por eliminar o clube da casa. Neste ano, o Boca pede punições disciplinares ao River.

D’Alessandro desabafa: ‘Me sinto envergonhado’

D’Ale no River em 2016 Daniel Caceres/Getty Images

Andrés D’Alessandro, meia do Internacional e ídolo do River Plate, admitiu, em coletiva nesta quarta estar ‘envergonhado’ por causa da confusão na final da Libertadores. O argentino citou a influência dos problemas sociais do país para explicar o episódio de agressão dos torcedores do River aos rivais boquenses.

“O jogo foi adiado duas vezes. Eu também fiquei envergonhado. Não falamos só de futebol quando isso acontece. Temos que passar o futebol e falar de sociedade, país. Eu gostaria de vir aqui e falar coisas boas do meu país, que é bonito, tenho família lá, sou argentino com muito orgulho. Nossa sociedade está passando por um momento econômico difícil, falta trabalho, falta muita coisa. Isso passa para o futebol, descarregam a raiva ali. Não é todo mundo, temos que saber separar o torcedor genuíno e quem vai para bagunçar”, desabafou o meia.

O meia de 37 anos também comentou sobre o impasse da Conmebol com os dois clubes argentinos e disse torcer para que o jogo não seja cancelado. “Todos esperamos que o jogo aconteça, eu queria que fosse na Argentina. Quem trabalhou o mês todo para juntar peso por peso para comprar ingresso, que é muito caro, de repente não vai poder ver o jogo”, finalizou.

Capa do Olé cita ‘fracasso argentino’

A capa do jornal Olé desta quarta-feira estampa o ‘fracasso argentino’, alegando que na confusão entre Conmebol, River e Boca, todos saem perdedores, inclusive o próprio país. Segundo o jornal, a Argentina perde pela ‘negligência e incapacidade das forças de segurança e violência das torcidas’ e vitimiza os torcedores, que perderão oportunidade de viver a ‘paixão de uma final única’.

“Perdeu o River, que não jogará a final com sua torcida e seu estádio. Seria em 8 ou 9 de dezembro no exterior (Catar?). Já não haverá igualdade de condições. Perdeu o Boca, que queria ganhar a final da Copa [Libertadores] no escritório após a brutal agressão, mas terá que aceitar jogar a partida caso não consiga mais recursos”

Diário Olé Olé/Twitter
Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

MELHOR
OFERTA

Digital no App