CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Presidente da Federação Peruana é condenado a 18 meses de prisão

Edwin Oviedo será mantido em prisão preventiva enquanto responde à acusação de ser líder da organização criminal “Los Wachiturros de Tumán”

Por Gazeta Press Atualizado em 28 set 2021, 15h50 - Publicado em 8 dez 2018, 15h33

Edwin Oviedo, presidente da Federação Peruana de Futebol (FPF), foi condenado a 18 meses de prisão preventiva por um juiz da cidade de Chiclayo. Ele é acusado de ser o líder da organização criminal “Los Wachiturros de Tumán” e de ser o mentor dos assassinatos dos dirigentes sindicais Maniel Rimarachín e Percy Farro.

A decisão do juiz Carlos Chanamé foi publicada na conta oficial do Twitter do ministério público peruano. Oviedo já havia sido detido na quinta-feira, por 15 dias, enquanto era investigado por sua ligação com outra organização criminosa, conhecida como “Los cuellos blancos del puerto”. O presidente da Federação Peruana negou em diversas vezes ter ligação com qualquer organização criminosa.

Durante seu mandato, que começou em 2015, o Peru conseguiu retornar a Copa do Mundo após 36 anos. No Mundial da Rússia, em 2018, a equipe foi eliminada na fase de grupos após enfrentar Dinamarca, Austrália e França. O vice-presidente Augustín Lozano vem comandando a entidade interinamente.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês