CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Polícia prende suspeito de matar fundador da Mancha Alviverde

Marcello Ventola, de 38 anos, foi preso em Osasco na noite de terça-feira

Por Da redação Atualizado em 20 out 2021, 22h04 - Publicado em 19 jul 2017, 10h36

A Polícia Civil de São Paulo prendeu na noite de terça-feira o suspeito de matar Moacir Bianchi, fundador da principal torcida organizada do Palmeiras, a Mancha Alviverde. A prisão ocorreu em Osasco, na Grande São Paulo, e o detido foi levado para o Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), na região central da Capital. O nome do suspeito preso é Marcello Ventola, de 38 anos, que já tinha prisão temporária decretada. As investigações sobre o assassinato do fundador da Mancha Alviverde continuam sob sigilo.

Bianchi foi assassinado com 16 tiros em emboscada no bairro do Ipiranga, Zona Sul de São Paulo, em 2 de março. Imagens das câmeras de segurança da via registraram o crime. Horas antes da sua morte, o palmeirense esteve na sede da organizada, nos arredores do Allianz Parque, onde tentou mediar um conflito interno entre a diretoria de uniformizada e dissidentes.

Segundo a Polícia Civil, ao menos outras duas pessoas participaram da morte de Bianchi: o motorista do carro onde estava o suspeito de efetuar os disparos e o taxista responsável por bloquear a passagem do veículo da vítima na emboscada.

(com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade