CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Polícia flagra Arboleda e David Neres em festa clandestina em São Paulo

De acordo com a operação, jogadores estavam em casa noturna com 124 pessoas, a maior parte delas sem máscara; ambos foram detidos e já liberados

Por Da Redação Atualizado em 23 set 2021, 19h37 - Publicado em 28 Maio 2021, 09h32

A Polícia Civil de São Paulo flagrou o zagueiro equatoriano Robert Arboleda, do São Paulo, e o atacante David Neres, do Ajax, presentes em uma festa clandestina na madrugada desta sexta-feira, 28. A operação registrou 124 pessoas em uma casa noturna chamada Regente Lounge Pub, localizada no bairro Jardim Anália Franco, na zona leste da capital paulista.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

“A maioria delas sem máscaras e encontramos ainda dois jogadores do futebol, duas estrelas: o Arboleda e o David Neres, dois craques que poderiam estar dando o exemplo nesse momento de pandemia, com quase meio milhão de mortos”, disse o deputado Alexandre Frota (PSDB-SP), coordenador da Força Tarefa no Combate a Festas Clandestinas.

De acordo com Frota, a maior parte dos presentes não utilizava máscaras e a operação aconteceu motivada por uma série de denúncias. Arboleda e Neres foram conduzidos à 2ª Delegacia de Crime contra a Saúde Pública, localizada no centro, a mesma do caso envolvendo Gabriel Barbosa, em março, detido pela Polícia Civil em um cassino clandestino com aproximadamente 200 pessoas no bairro da Vila Olímpia, na Zona Sul de São Paulo, dias antes de se apresentar ao Flamengo para o início da pré-temporada.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Com a chegada da polícia, a festa foi encerrada. Além dos jogadores, que já foram liberados, foram detidos os representantes da casa noturna. Em nota, o São Paulo, clube de Arboleda, disse “lamentar o o corrido” e que “diante de tal fato, o atleta ficará isolado nos próximos dias, sendo testado diariamente” para averiguação se não foi infectado. O jogador também será multado e a punição convertida em cestas básicas.

Na atual fase do Plano São Paulo, casas de eventos e shows não podem funcionar após as 21 horas devido à proibição de aglomerações de qualquer tipo. As multas variam, podendo chegar até a 290.000 reais em caso de desobediência.

Nesta quinta-feira, 27, o país viu a média móvel de mortes cair para menos de 1.800 pela primeira vez desde o dia 12 de março. O Ministério da Saúde registrou 2.245 mortes e outros 67.467 novos casos. No total, são 16.342.162 contaminados e 456.674 vítimas durante a pandemia em todo o território nacional.

UOL Esporte Clube | Assine e acompanhe transmissões de grandes jogos e programas esportivos de onde você estiver.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade