CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Paulo Sousa vive momento de maior pressão no Fla mesmo sem sombra de Jesus

Treinador perdeu só dois dos últimos 10 jogos, mas atritos internos e desempenho ruim fazem português balançar no cargo

Por Da redação Atualizado em 7 jun 2022, 18h31 - Publicado em 7 jun 2022, 11h49

Paulo Sousa chegou ao Flamengo no início deste ano para resgatar as glórias após um 2021 pouco vitorioso. Impulsionado com promessa da diretoria por reforços, o treinador deixou a seleção polonesa – e a chance de disputar uma Copa do Mundo – e desembarcou no Rio de Janeiro. Apenas 31 jogos depois, o português vive seu momento de maior pressão, apesar de números favoráveis e a fim da “sombra” de Jorge Jesus, ídolo rubro-negro e recém-contratado pelo Fenerbahçe, da Turquia.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

Conterrâneo do treinador que dominou o Brasil e a América do Sul entre 2019 e 2020, Paulo passou a sofrer pressão da torcida flamenguista já em seu segundo jogo. As contestações surgiram após perder um clássico para o Fluminense, em fevereiro. O problema se intensificou na final, quando o mesmo rival ficou com o título.

Depois do estadual, o Flamengo perdeu mais três vezes – ao todo, são cinco derrotas do treinador no ano. Mas mesmo com o aproveitamento de 68%, as vitórias pouco convenceram, e atritos internos pesam negativamente. E o clima não melhorou nem com o fim da “novela” envolvendo Jesus, que chegou a mandar recado público para o clube dizendo que esperava uma proposta, mesmo com o colega empregado.

O maior conflito interno envolveu o goleiro Diego Alves e aconteceu no fim de maio, quando, em coletiva, Paulo Sousa afirmou que o atleta havia se colocado à disposição para jogar contra o Goiás ao diretor Bruno Spindel, após passar alguns dias sem treinar por dores no púbis. Dias depois, técnico e diretoria buscaram colocar ponto final no assunto conturbado, com direto a pedido de desculpas de Sousa por uma “falha de comunicação”. Recentemente, na derrota por 2 a 1 para o Fortaleza, o treinador deixou Diego de fora do banco de reservas, mesmo após relacionar o atleta.

Pressionado e com os torcedores pedindo sua saída após o tropeço contra o time cearense, lanterna do Brasileirão, Paulo Sousa tem uma cláusula que pode mantê-lo no clube. Ao assinar o contrato de dois anos com o Flamengo, uma multa rescisória de 6 milhões de reais foi acertada. O valor é três vezes superior ao pago pelo português para se desvincular da Polônia e assumir o Rubro-Negro.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês