ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Os jovens que despontaram como futuros craques na Eurocopa

Pedri, da Espanha, foi eleito o craque jovem, enquanto o goleiro campeão Donnarumma, de 22 anos, levou o troféu de craque da competição

Por Guilherme Azevedo Atualizado em 23 set 2021, 18h52 - Publicado em 12 jul 2021, 16h18

A Eurocopa coroou o renascimento da campeã Itália e assistiu o desabrochar de diversos jovens talentos. Nas mais variadas equipes, garotos em início de carreira já assumiram papel de protagonismo e demonstraram estar prontos para explodir no cenário de elite.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

Confira, abaixo, os principais destaques jovens do torneio escolhidos pela redação de PLACAR:

Gianluiggi Donnarumma (22 anos)

Donnarumma defende pênalti decisivo
Donnarumma defendeu três pênaltis na decisão em Wembley GES Sportfoto/Getty Images

Escolhido como melhor jogador do torneio, o goleiro italiano foi peça fundamental no título da Azzurra. Revelado pelo Milan, onde foi treinado pelo brasileiro Dida, Donnarumma estreou profissionalmente aos 16 anos e, aos 18 anos, já tinha uma centena de jogos pelo clube milanês. Na Euro, foi essencial nas disputas de pênaltis da semifinal e da final. Jogará a temporada 2021/22 pelo PSG, ao lado dos craques Neymar e Mbappé. O sucessor de Gianluigi Buffon tem tudo para marcar época na meta italiana.

Pedri (18 anos)

Pedri atuando pela Espanha
Pedri, da Espanha, foi comparado a Iniesta Shaun Botterill/Getty Images

Melhor jogador jovem da Euro, Pedri é o toque de esperança para o futebol espanhol. Meio-campista de passe qualificado e aliado ao futebol moderno, já é comparado a grandes estrelas do esporte (o técnico Luis Enrique disse que nunca viu um jogador com tanta maturidade aos 18 anos, nem mesmo “Don Andrés Iniesta”. Eliminado nas semifinais, o atleta acertou 91% dos passes que tentou, segundo o site SofaScore. Titular absoluto do Barcelona, é um dos pilares da reconstrução do clube.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Bukayo Saka (19 anos)

Saka em ação pela Inglaterra
Bukayo Saka foi vilão na final, mas fez uma grande Euro Shaun Botterill/Getty Images

O pênalti errado que deixou a Inglaterra com o vice-campeonato não pode apagar a boa competição de Saka, muito menos minar o seu futuro no futebol europeu. Revelado pelo Arsenal, o atleta leva vantagem pela sua polivalência, podendo atuar como lateral-esquerdo, ponta e meio-campista.

Jérémy Doku (19 anos)

Doku após driblar Jorginho
Jeremy Doku of Belgium se destacou na derrota para a Itália nas quartas Matthias Hangst/Getty Images

Considerado grande nome da nova fase da “geração belga”, Doku é um atacante que encanta. Driblador, veloz e agudo, pode atuar nas duas pontas. Jogou apenas duas vezes nesta Euro pela Bélgica, mas impressionou, sobretudo na derrota para a campeã Itália. Titular do clube francês Stade Rennes, teve seu nome ventilado nos gigantes Liverpool e Bayern de Munique.

Mikkel Damsgaard (21 anos)
Mikkel Damsgaard

Mikkel Damsgaard pode mudar de clube na ItáliaPrincipal destaque da campanha da Dinamarca, Damsgaard é mais um jovem que sai da Eurocopa em alta. Criativo, o meia-atacante conta com bom passe e finalização, o que o coloca em um patamar alto. O atleta do Sampdoria atrai olhares do Milan e pode movimentar milhões de euros na próxima janela.

Breel Embolo – 24 anos

Breel Embolo
Breel Embolo foi um dos destaques da boa campanha suíça Kir ill Kudryavstev/Getty Images

Destaque de uma Suíça surpreendente, Embolo se colocou em relevância após a Euro. Formado pelo Basel e com passagem pelo Schalke 04, o atacante joga atualmente no Borussia Monchengladbach e portais ingleses o cogitaram no Manchester United.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade