ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Oficial: São Paulo anuncia o retorno do técnico Rogério Ceni

Acerto foi confirmado poucas horas depois da demissão do argentino Hernán Crespo

Por Da Redação Atualizado em 13 out 2021, 18h58 - Publicado em 13 out 2021, 18h43

Horas depois de anunciar a demissão de Hernán Crespo, o São Paulo já confirmou o retorno de Rogério Ceni como novo treinador. Ídolo do clube como goleiro por mais de duas décadas, ele assinou contrato até dezembro de 2022.

Essa será a segunda passagem de Ceni no cargo pelo Morumbi. A primeira durou seis meses, entre janeiro e julho de 2017, e foi encerrada com 49,5% de aproveitamento. O último trabalho dele havia sido no Flamengo, onde foi campeão brasileiro e da Supercopa do Brasil.

“Precisávamos tomar uma decisão rápida, e, indo ao encontro da nossa linha de raciocínio e ao diagnóstico de todo o departamento de futebol, a opção correta era o Rogério Ceni. Já havia deixado claro que, em caso de vacância no cargo, ele seria a nossa primeira alternativa, se estivesse livre no mercado. Como bom são-paulino que é, não precisou de mais de 15 minutos para acertar essa volta para casa”, afirmou, em nota, o presidente Julio Casares.

O clube informou ainda que Rogério Ceni já fez questão de ter o primeiro contato com o elenco, e pretende comandar a equipe já na partida desta quinta-feira, 14, 19h, no Morumbi, contra o Ceará, pelo Brasileirão.

“Ele encarou esse convite como uma convocação. Afinal, a imagem do Rogério está diretamente ligada ao clube. Até por se sentir em casa, ele quis começar o trabalho imediatamente. Aproveito a oportunidade, também, para agradecer ao treinador Hernán Crespo e sua comissão técnica pelo serviço prestado, pela dedicação e pelo título do Paulistão”, completou Casares.

Aos 48 anos, 25 deles dedicados ao São Paulo como goleiro, Rogério já acumula alguns títulos na nova carreira: o Brasileirão da Série B, a Copa do Nordeste e dois Campeonatos Cearenses pelo Fortaleza, além de um Brasileirão, uma Supercopa do Brasil, e um Campeonato Carioca pelo Flamengo. Além dos dois clubes, ele também dirigiu brevemente, e sem sucesso, o Cruzeiro que acabaria rebaixado em 2018.

Crespo, por sua vez, deixou o São Paulo com 24 vitórias, 19 empates e dez derrotas em 53 partidas e um título conquistado, o Paulistão, encerrando um jejum de títulos do clube que já durava nove anos. O clube, porém, vive situação incômoda no Brasileirão: é o 13ª colocação do Brasileirão, com 30 pontos, ainda rondando a zona de rebaixamento.

Rogério Ceni demitido do São Paulo
Rogério Ceni no comando do São Paulo durante partida do Campeonato Brasileiro de 2017 Alexandre Schneider/Getty Images
Continua após a publicidade

Publicidade