Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês

O reencontro entre Renato Gaúcho e Grêmio, agora em lados opostos

Valendo vaga nas semifinais da Copa do Brasil, treinador do Flamengo põe à prova retrospecto equilibrado contra antigo clube; último encontro foi há 13 anos

Por Guilherme Azevedo Atualizado em 23 set 2021, 17h28 - Publicado em 25 ago 2021, 12h23

Depois de cinco temporadas a frente do Grêmio e um encerramento de ciclo conturbado, com ponto final em 15 de abril, Renato Gaúcho reencontra nesta quarta-feira, 25, às 21h30, o antigo clube agora treinando o Flamengo. O técnico não enfrenta a equipe de Porto Alegre desde 2008 e tem no retrospecto seis partidas, com duas vitórias, dois empates e duas derrotas.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

A história de Renato e Grêmio não é nova e começou em 1980, quando, na época, o jogador estreou pelo clube aos 17 anos. Pelo time gaúcho, entrou em campo centenas de vezes e conquistou pelo clube a Libertadores e o Mundial de Clubes. Em 2010, iniciou sua primeira passagem pelo Tricolor como treinador, mas não foi duradoura.

Em 2013, Portaluppi teve outra oportunidade, mas também curta. Apenas em 2016, quando retornou ao time gaúcho, emplacou à beira do campo e fez história, vencendo três campeonatos gaúchos consecutivos, além do título da Copa Libertadores e da Copa do Brasil. Quase cinco anos depois, a passagem chegou ao fim, sem bom clima entre as partes.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Agora, porém, Renato está no banco de reservas do Flamengo, dono do elenco mais valorizado do país. Ainda em início de trabalho, o treinador conseguiu bons resultados e segue vivo em todas as competições. Para avançar na Copa do Brasil, contudo, precisa derrotar o Grêmio. Como técnico, a última vez que encontrou o antigo clube ocorreu quando treinava o Fluminense e foi derrotado.

Na ocasião, também jogando em Porto Alegre, o Grêmio venceu com dois gols do atacante colombiano Perea. De pênalti, Dodô descontou para o Fluminense, que concentrava forças na Libertadores. A equipe, no entanto, acabou com o vice-campeonato da competição sul-americana, perdendo para a LDU.

As quartas de final desta Copa do Brasil podem desempatar e servir de troco para um dos lados. Depois da saída de Renato, o Grêmio despencou e briga contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. A Copa do Brasil é o único sonho de ainda salvar a temporada. Por outro lado, o treinador vive ótima fase e eliminar o clube do seu coração seria uma resposta de nível ao fim conturbado do casamento entre as partes.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Publicidade