ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

O herói da Chapecoense dentro e fora de campo

Um gol de Túlio de Melo colocou o clube na Libertadores e uma ideia deu vida à associação que ajuda as famílias das vítimas do desastre aéreo

Por Alexandre Senechal Atualizado em 20 out 2021, 18h00 - Publicado em 8 dez 2017, 09h33

Não existe um jogador mais decisivo para a Chapecoense em 2017 do que Túlio de Melo. Dentro e fora de campo. O atacante marcou o gol que colocou o clube novamente na Copa Libertadores da América, mas o verdadeiro golaço aconteceu um ano antes. Emocionado por ter perdido vários amigos no desastre aéreo com a delegação do time no desastre aéreo na Colômbia, o jogador de 32 anos foi o grande responsável pela criação Associação Brasileira das Vítimas do Acidente com a Chapecoense (Abravic), criada para ajudar as famílias das vítimas.

Túlio de Melo defendeu a Chapecoense em 2015 e atuou com muitos atletas que perderam a vida na tragédia. Durante a madrugada do dia 29 de novembro, data da queda do avião, o jogador recebeu diversas ligações. Uma delas era do advogado mineiro Gabriel Andrade. Muito abalado, resolveu não atender ninguém, mas retornou a ligação do amigo de infância pela manhã.

“Naquele momento de emoção, eu falei que a gente tinha que dar um jeito de fazer alguma coisa pelas famílias”, confessa Túlio. A ideia era dar o suporte psicológico e financeiro para aqueles que perderam seus entes queridos. “Ele me ligou muito emocionado e pediu para eu fazer alguma coisa, então montamos a Abravic”, confirma Gabriel, que tornou-se o presidente da instituição.

Com Túlio de Melo encabeçando o projeto e de volta à cidade pelo seu retorno ao clube no início de 2017, a Abravic ganhou força e já consegue ajudar 42 famílias, em pagamentos de consultas e remédios para pais das vítimas, despesas com educação e saúde dos filhos, e um auxílio em alimentação. Em média, a associação recebe 40 000 reais de ajuda mensal vindos de doações de pessoas físicas e jurídicas.

A Arena Condá receberá um amistoso no dia 22 de dezembro organizado pela associação para levantar dinheiro para as famílias. Além de Túlio de Melo, jogadores como Deco, Ricardo Goulart, Taison, Marcelo Grohe, Everton Ribeiro e os sobreviventes Alan Ruschel, Neto e Jakson Follmann participarão da partida. Uma equipe será comandada pelo técnico da seleção brasileira Tite e a outra por Fábio Carille, atual campeão brasileiro pelo Corinthians.

Toda a renda da partida será destinada às famílias que fazem parte da instituição. Apenas os associados têm direito a receber os benefícios da Abravic e isso causou críticas de alguns familiares das vítimas. Gabriel Andrade explica que a imposição existe apenas por uma questão de burocracia, mas nenhum parente tem de pagar nada para se filiar.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade