CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

No Chile, atacante faz gol depois de morto durante homenagem

Definido como o atacante mais letal já visto por moradores de Paine, Jaime Escobar foi homenageado marcando gol simbólico com ajuda de companheiros

Por Da Redação 4 jan 2022, 15h13

O desconhecido atacante Jaime Escandar deixou um legado incomparável para moradores de Paine, localizada na província de Maipo, na região metropolitana de Santiago, no Chile. Definido como “o atacante mais letal” já visto por eles, Negro Mafla, modo como era chamado, recebeu uma homenagem inusitada ao marcar um gol mesmo depois de morto.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

O ato foi organizado por ex-colegas de equipe que posicionaram o caixão com Jaime na pequena área do campo onde sempre jogou. Nas imagens, é possível ver uma pessoa chutando a bola em direção ao caixão para que a bola pudesse entrar no gol. O fato curioso é que havia um goleiro posicionado.

Logo após ultrapassar a linha do gol, fogos de artifício foram lançados e diversas pessoas presente correram e se abraçaram no entorno do caixão.

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por La Arenga del Abuelo (@arengadelabuelo)

A história veio à tona após a gravação ser enviada para um perfil no Instagram chamado La Arenga del Abuelo. Na ocasião, os amigos de Jaime fizeram uma carta pedindo pela publicação de sua história.

Continua após a publicidade

“Oi, Abuelo. Escrevo esta mensagem com muita dor, já que perdemos um dos melhores 9 da região no meu clube. Seria uma honra se você pudesse publicar o ‘último gol’ como um reconhecimento ao homem mais letal que conheci dentro da área”, registram na mensagem.

“O Negro nos deixou um grande legado e seria muito bom que muitas pessoas pudessem ver este vídeo, para que ele sinta o carinho. Só morre quem é esquecido e ele será lembrado para sempre. Descanse em paz, Jaime ‘Negro Mafla’ Escandar “, concluem.

O fato teve imensa repercussão. Jornais chilenos, peruanos, argentinos e do Brasil repercutiram.

Essa não é a primeira homenagem assim. Em 2020, Alexander, um jovem jogador do futebol mexicano, que morreu aos 16 anos, teve organizado pelo seu time um último gol na cidade onde morava, em Oaxaca. O material viralizou nas redes sociais. Na ocasião, dois amigos tabelaram e chutaram contra o caixão antes da bola entrar no gol.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

MELHOR
OFERTA

Digital no App