ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Neymar volta atrás sobre última Copa: ‘Não sei como será o amanhã’

Atacante do PSG disse ter sido mal interpretado por fala em documentário e afirmou não ter planos de virar técnico no futuro em entrevista a patrocinador

Por Da Redação 27 out 2021, 15h24

Depois de dizer em gravação de documentário, disponível pela plataforma DAZN, que não tinha certeza se disputaria outra Copa do Mundo após a próxima edição, o atacante Neymar, principal nome da seleção brasileira e um dos astros do Paris Saint-Germain, recuou. Em entrevista ao site da Red Bull, um dos 15 patrocinadores oficiais do atleta, o camisa 10 desconversou sobre possível aposentadoria precoce da seleção brasileira, afirmando que a interpretação foi equivocada por parte do público.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 14,90/mês

“Eu disse uma coisa, mas as pessoas entenderam outra. Eu disse que, sim, a próxima seria a minha última Copa do Mundo e que a enfrentaria da melhor maneira possível. Vou dar o meu melhor para estar 100%, porque é como se tivesse um jogo no dia seguinte. É assim que faço. Se amanhã tem jogo, esse jogo é como se fosse o último da minha vida. Então, para a Copa que está chegando, trato como se fosse a última para mim, porque não sei como será o amanhã”, explicou.

Neymar afirmou na ocasião não saber se teria condições “de cabeça, de aguentar mais futebol”. Na ocasião, o zagueiro Thiago Silva, antigo companheiro de PSG, saiu em defesa do jogador lembrando das dificuldades que passou após a derrota por 7 a 1 para a Alemanha na Copa do Mundo de 2014, quando foi “tachado de chorão”, e avaliou como pessoais as notícias relacionadas a Neymar.

Até o momento, ele faz temporada apenas discreta na França: três gols e cinco assistências em 12 partidas. No clube, passou a dividir ainda mais o protagonismo desde a chegada do argentino Lionel Messi, amigo pessoal e antigo companheiro de Barcelona.

Continua após a publicidade

Trio NMN ainda não deslanchou no Paris Saint-Germain -
Trio NMN ainda não deslanchou no Paris Saint-Germain – Xavier Laine/Getty Images

“Estou muito feliz, muito contente por ter o Messi no Paris Saint-Germain. Além de ele ser um ídolo do futebol, um craque e um gênio, ele é meu amigo. Então, quando você tem amigos do seu lado, o dia-a-dia fica mais leve, mais tranquilo. A gente espera poder fazer história juntos como fizemos no Barcelona.”

Na entrevista, Neymar também elogiou o atacante francês Kylian Mbappé e apontou o volante italiano Marco Verratti como um dos melhores com quem já atuou.

“O Mbappé é muito rápido, é jovem, é um grande craque. O Verrati eu sabia que era ótimo jogador, mas não sabia que ele era tão espetacular, tão genial. Hoje eu falo com firmeza que foi um dos melhores meias com que eu joguei, juntamente com Xavi e Iniesta.”.

Já com 29 anos, assuntos sobre uma aposentadoria do brasileiro viraram, naturalmente, algo mais rotineiro. Sobre seu futuro após os campos, Neymar negou ter planos e rejeitou a possibilidade de se tornar treinador: “Não penso em ser técnico, longe disso. Não sei o que vou fazer, não decidi. E estou longe ainda.”.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade

Publicidade