CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Neymar: ‘Não vou passar a vida toda chorando’

Atacante brasileiro do PSG se disse satisfeito com sua nova função em campo e pronto para deixar as recentes frustrações para trás

Por Da redação Atualizado em 28 set 2021, 16h58 - Publicado em 2 out 2018, 10h38

O atacante Neymar, do Paris Saint-Germain, se disse pronto para um recomeço, jogando em uma nova função e livre de lesões. O astro brasileiro admitiu nesta terça-feira que a derrota na Copa do Mundo da Rússia foi um grande baque em sua carreira, mas projetou uma temporada de sucesso no clube francês e na seleção brasileira.

“Dei o meu melhor na Copa, foi uma grande frustração. Só que não vou passar a vida toda chorando. Tenho mais razões para ser feliz do que triste hoje em dia”, afirmou em entrevista coletiva na véspera da partida contra o Estrela Vermelha, pela segunda rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

Apesar de estar recuperado da lesão no pé que atrapalhou sua preparação para o Mundial, Neymar admitiu que ainda não está jogando tudo o que pode neste início de temporada europeia. “Não estou a 100% da minha forma. Ninguém está, ainda estamos no começo da temporada e jogamos poucas partidas. O alto nível do futebol mundial chega em fevereiro e março. É quando acontecem as melhores partidas”, afirmou, sete meses após passar por uma cirurgia no pé direito

O jogador também comentou o novo posicionamento no qual vem sendo testado pelo técnico Thomas Tuchel. Nas últimas partidas do PSG, Neymar vem atuando centralizado, quase como um meia, o que já vem gerando comparações com o posicionamento de Lionel Messi no Barcelona.

“Gosto de jogar assim, armar o jogo, ajudar os colegas. Já joguei assim no Santos e no Barcelona. O Messi joga assim. Minha função era diferente lá. Aqui eu gosto de ter a bola, estou muito feliz de jogar assim.” Ele, porém, disse que não pediu para atuar neste setor. “O treinador que preferiu me colocar ali. Ele decide antes de cada jogo. Sempre darei o meu melhor. Eu gosto das duas posições, aberto ou como um 10.”

O bom desempenho já rende elogios por parte do treinador. “Estou realmente muito feliz com o ‘Ney’. Ele ainda vai chegar ao seu auge na temporada, está com muita confiança e se envolve muito com o clube e o seu projeto. Estamos muito satisfeitos”, disse Tuchel.

(com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 14,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês