CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Messi e T. Silva elegem Neymar melhor do mundo; todos os votos do The Best

Técnico Tite, por sua vez, optou por Lewandowski em primeiro, seguido por Salah e Benzema

Por Da redação Atualizado em 17 jan 2022, 18h10 - Publicado em 17 jan 2022, 17h08

Mais uma vez, Neymar passou longe de seu sonho de infância de se tornar o melhor jogador do mundo, mas ao menos recebeu alguns votos de peso na cerimônia do Fifa The Best realizado nesta segunda-feira, 17, em Zurique, e que coroou Robert Lewandowski. O atacante do PSG terminou em 10º e recebeu, ao todo, 15 lembranças, sendo três votos como primeiro colocado, dos amigos Thiago Silva e Lionel Messi, capitães das seleções brasileira e argentina, além de Selvaraj Vengadasalam, técnico de Laos.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

O técnico Tite, por sua vez, não elegeu nenhum atleta da seleção brasileira e apostou no vencedor, Lewandowski em primeiro, seguido por Mohamed Salah, egípcio do Liverpool, e pelo francês Karim Benzema, do Real Madrid.. (Clique aqui e confira todos os votos).

Messi e Cristiano Ronaldo mantiveram o hábito de não votar entre si. O argentino escolheu Neymar, Kylian Mbappé e Benzema, enquanto o português votou a favor de Lewandowski, N’Golo Kanté e Jorginho. Representante da imprensa brasileira, o jornalista Martín Fernandez votou, nesta ordem, em Messi, Lewandowski e Benzema.

Continua após a publicidade

Neymar ainda recebeu votos do capitão paraguaio e do Palmeiras, Gustavo Gómez, como segundo colocado, e do técnico argentino Lionel Scaloni, como terceiro, além dos capitães de República Centro-Africana, Djibuti, Indonésia, Coreia do Norte, Laos e Ruanda e dos treinadores de Andorra, Belize, Madagascar e Tonga. O brasileiro, portanto, não recebeu nenhum voto de jornalistas.

O técnico português Paulo Sousa, do Flamengo, votou enquanto ainda era treinador da seleção polonesa. Ele escolheu seu então artilheiro, Lewandowski, além de Jorginho e Kanté, respectivamente.

O brasileiro naturalizado italiano Jorginho terminou em sexto e recebeu 41 votos para melhor do mundo, incluindo os de Mohamed Salah, capitão do Egito, Giorgio Chiellini, capitão da Itália, Robert Lewandowski, capitão da Polônia, Gareth Southgate, técnico da Inglaterra, e Roberto Mancini, técnico da Itália.

O atacante francês Kylian Mbappé, do PSG, terminou em oitavo, mas foi o preferido entre diversas nações de pouca tradição. Ele recebeu 16 votos como melhor do mundo, dos capitães de Azerbaijão, Chade, Cuba, dos técnicos de Chade Suassilândia, Madagascar, Arábia Saudita, Vietnã e de jornalistas de Butão, Camarões, Ilhas Cayman, Eritreia, Gabão, San Marino, Trinidad e Tobago e Turquia.

Quinto colocado, Kanté, do Chelsea, recebeu 23 votos como melhor do mundo, incluindo de nomes importantes como Diego Godín, capitão do Uruguai e novo reforço do Atlético Mineiro, Louis van Gaal, técnico da Holanda e Fernando Santos, técnico de Portugal.

Lembrado pela primeira vez, o norueguês Erling Haaland, destaque do Borussia Dortmud, recebeu um voto como melhor do mundo, de Yeh Hsien-Chung, técnico de Taiwan.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 14,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês