CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Maior estádio da América do Sul: River dá detalhes do novo Monumental

Campo em Núñez terá capacidade para 81.000 espectadores e assentos na cor cinza, seguindo tendência já vista na Arena da Baixada

Por Luiz Castro Atualizado em 28 jul 2022, 16h46 - Publicado em 28 jul 2022, 16h45

O River Plate anunciou nesta quinta-feira, 28, novidades do plano para transformar o Monumental de Núñez (agora rebatizado de Mâs Monumental) no maior estádio da América do Sul. O tradicional clube de Buenos Aires divulgou um vídeo do projeto final, que inclui arquibancadas na cor cinza. Segundo a imprensa local, as reformas custarão 40 milhões de dólares (206 milhões de reais pela cotação atual) e

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

O Mâs Monumental terá capacidade ampliada de 72.000 lugares para 81.000, superando o atual recordista, o Estádio Monumental de Lima, no Peru, que comporta 80.000 torcedores. Recentemente, o clube de Núñez fechou um acordo de naming rights com o Grupo GDN (Grupo De Narváez), dono de redes de supermercados da Argentina, como Hiper ChangoMas, ChangoMas, Super ChangoMas, Punto Mayorista e MasOnline. Pelo acordo que custou 20 milhões de dólares, maior estádio do país se chamárá Mâs Monumental até 2029.

Segundo o último comunicado do River, o estádio terá 57.722 cadeiras e 23.278 “populares”, as arquibancadas atrás dos gols. A pista de atletismo será retirada, proporcionando maior proximidade com o campo de jogo e melhorias importantes no visual das arquibancadas inferiores. Historicamente, o River convive com críticas sobre não proporcionar um ambiente de “caldeirão” como ocorre na Bombonera, estádio do rival Boca Junior, e de outros rivais, em razão desta distância. 

O item mais controverso da reforma é a cor do estádio: os tradicionais branco e vermelho, as cores da camisa, darão lugar a cinza. “A escolha da cor é baseada em uma estratégia da marca que busca transmitir modernidade e amplitude, alcançando um design mais clean e estilo visual”, informa o River.

Continua após a publicidade

“A cor cinza dos novos assentos também permitirá economias significativas a médio e longo prazo, já que essa cor tem vida útil mais longa em estádios descobertos que são diretamente afetados pelos raios ultra violeta”, completou a nota, citando que está é uma tendência já vista em estádios como seguindo a tendência dos estádios mais importantes do mundo, como o Tottenham Hotspur Stadium, o novo Santiago Bernabéu, do Real Madrid, e a Arena da Baixada, do Athletico-PR. 

“Com estas obras, o Mâs Monumental apresentará novas arquibancadas inferiores, 180 camarotes, 926 stands de hospitalidade, restaurante 24 horas e circulação 360° em camarotes, três novos níveis de estacionamento e um novo Instituto River, entre outras importantes inovações”, escreveu o clube.  Na primeira fase da segunda etapa da obra, mais de 200 trabalham de segunda a sábado e mais de 4.000 metros cúbicos de concreto já foram lançados.

O piso inferior Centenário tem obras mais avançadas, com 90% da concretagem concluída. A previsão do clube é terminar a segunda fase de obras em 2023 e concluir toda a reforma em julho de 2024.

O River seguirá atuando no estádio em meio às obras. Inaugurado em 1938, o Monumental de Núñez recebeu a final da Copa de 1978 e é onde a seleção argentina costuma mandar seus jogos. 

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês