Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês

Libertadores: São Paulo vence Racing e finda jejum de 16 anos na Argentina

Equipe brasileira contou com atuação decisiva da dupla Marquinhos e Rigoni, responsáveis por três gols; no torneio, clube não vencia desde 2005 no país

Por Guilherme Azevedo Atualizado em 23 set 2021, 18h43 - Publicado em 20 jul 2021, 23h21

O São Paulo venceu o Racing por 3 a 1 nesta terça-feira, 20, em Avellaneda, e garantiu vaga nas quartas de final da Libertadores. Em atuação decisiva da dupla Emiliano Rigoni e Marquinhos, a equipe brasileira confirmou a classificação e, de quebra, voltou a ganhar na Argentina após 16 anos. Agora, o time do técnico Hernán Crespo aguarda o vencedor do confronto entre Palmeiras e Universidad Católica, que decidem vaga nesta quarta, 20. O jogo de ida terminou com vitória por a 1 a 0 dos palmeirenses.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

Desde 2005, quando superou o River Plate por 3 a 2, na semifinal, o time não vencia no país pelo torneio. Foram cinco derrotas e dois empates no período, um deles para o próprio Racing, em jogo válido pela fase de grupos da atual edição da competição.

A partida começou com a tensão comum em jogos de Libertadores. Porém, o clube paulista manteve postura mais dominante e não cedeu espaços ao Racing. Assim, aos 44 minutos, o zagueiro Miranda iniciou bom contra-ataque que terminou com o gol de Emiliano Rigoni, após o goleiro Arias defender a finalização do jovem atacante de 18 anos Marquinhos.

A postura do time brasileiro continuou agressiva e, aos quando o cronômetro marcava quatro minutos do segundo tempo, Martín Benítez encontrou Marquinhos, que tocou na saída do goleiro e ampliou, em seu primeiro gol pelo profissional do São Paulo.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Minutos depois, o jovem atacante recebeu em profundidade e encontrou Rigoni livre para marcar novamente e deixar confortável a situação dos brasileiros na partida. O Racing ainda descontou com Javier Correa, aos 17, em chute de fora da área.

Em busca do placar, o Racing dominou a posse e o clube brasileiro encontrava saídas rápidas, mas sem eficiência. Sem grandes sustos, o embate terminou com êxito são-paulino.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Publicidade