Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês

Kazim & Rooney, Abel x Ribéry: relembre encontros improváveis do futebol

Passagens de nomes consagrados no Brasil por clubes do exterior proporcionaram parcerias e rivalidades inusitadas

Por Luiz Felipe Castro Atualizado em 23 set 2021, 19h55 - Publicado em 10 Maio 2021, 18h47

Enfrentar lendas do futebol mundial como Lionel Messi e Zinedine Zidane é uma satisfação para qualquer jogador profissional, ainda que muitas vezes a experiência venha acompanhada por derrotas. Há um privilégio ainda maior: ser companheiro de atletas antes vistos como referência. Nos últimos anos, a ida de diversos atletas do país a clubes da Europa e a realização de Mundiais de Clubes e torneios amistosos proporcionaram encontros inusitados em gramados pelo mundo. Em alguns casos, o patinho feio” da história conseguiu levar e melhor e guardar uma lembrança para contar aos filhos, netos e bisnetos. Relembre alguns desses encontros:

Kazim & Rooney

O mais recente dos encontros improváveis aconteceu na segunda divisão inglesa. Colin Kazim Richards, atacante nascido em Londres, que defendeu a seleção turca e passou boa parte da carreira no Brasil, é hoje o capitão da equipe do Derby County, que tem ninguém menos que Wayne Rooney como treinador – o ídolo do Manchester United chegou a conciliar os cargos de jogador e técnico até janeiro deste ano. No último fim de semana, o Derby escapou do rebaixamento à terceira divisão inglesa. Com um professor e tanto, o “Gringo da Favela”, como Kazim ficou conhecido em sua passagem pelo Corinthians, marcou oito gols na campanha.

Wayne Rooney e Kazim celebram permanência na segunda divisão
Wayne Rooney (left) celebrates with Colin Wayne Rooney e Kazim celebram permanência na segunda divisão Nigel French/Getty Images

Betão x Lionel Messi

O confronto entre o gênio argentino e o zagueiro brasileiro, que durante suas passagens por Corinthians e Santos foi alvo de protestos e contestações, aconteceu duas vezes, no tempo em que Betão defendeu o Dínamo de Kiev, da Ucrânia. Em ambas, pela fase de grupos da Liga dos Campeões de 2009/2010, o Barcelona venceu com gol de Messi, mas Betão não fez feio. Na partida desta foto, em 29 de setembro de 2009, o Barcelona venceu por “apenas” 2 a 0 no Camp Nou, com gols de Messi e Pedro. Betão, hoje jogador do Avaí, foi elogiado por jornais espanhóis na ocasião. Na volta, em Kyev, vitória catalã por 2 a 1, com gols de Messi e Xavi.

Duelos improváveis do futebol
Lionel Messi é marcado de perto pelo zagueiro Betão durante partida entre Barcelona e Dínamo de Kiev, válida pela Liga dos Campeões de 2009 Stephen Pond/EMPICS/PA Images/Getty Images

Grafite & Edin Dzeko

A parceria entre o atacante bósnio, então na casa dos 20 anos, e o artilheiro brasileiro fez história no futebol alemão. Com 28 gols de Grafite e 26 de Dzeko, o Wolfsburg conquistou seu único título alemão, em 2009. Anos depois, em votação popular, eles foram eleitos a melhor dupla de ataque da Bundesliga em todos os tempos.

Edin Dzeko e Grafite formaram dupla de ataque goleadora pelo Wolfsburg, em 2008 -
Edin Dzeko e Grafite formaram dupla de ataque goleadora pelo Wolfsburg, em 2008 – Thomas Starke/Getty Images

Abel Ferreira x Ribéry

Um duelo que o hoje técnico do Palmeiras gostaria, mas dificilmente irá se esquecer. Um lateral-direito esforçado, que defendeu o Sporting de Lisboa entre 2006 e 2011, Abel sofreu como nunca diante do ataque do Bayern de Munique em confronto válido pelas oitavas de final da Liga dos Campeões de 2009. No duelo de ida (foto), o time alemão já sacramentou o confronto com uma goleada por 5 a 0. A situação ficou ainda pior na volta: 7 a 1 em Munique. Ribéry marcou dois gols no jogo em Portugal.

Franck Ribéry em duelo com o atual técnico do Palmeiras, Abel Ferreira, em 2009 -
Franck Ribéry em duelo com o atual técnico do Palmeiras, Abel Ferreira, em 2009 – Christof Koepsel/Getty Images

Liédson e Cristiano Ronaldo

O ex-atacante baiano com passagens marcantes por Coritiba, Flamengo e Corinthians tem diversos títulos no currículo, além de um privilégio enorme: formou um ataque de Copa do Mundo ao lado de Cristiano Ronaldo. Naturalizado português após se tornar ídolo no Sporting, Liédson jogou o Mundial de 2010 ao lado da estrela da Juventus. Ambos marcaram na goleada por 7 a 0 sobre a Coreia do Norte, única partida em que Portugal balançou as redes.

Liedson e Cristiano Ronaldo juntos por Portugal na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul -
Liedson e Cristiano Ronaldo juntos por Portugal na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul – Alex Livesey/Getty Images

Zinedine Zidane x Kleber Gladiador

Novamente, a presença do Dínamo de Kiev na Liga dos Campeões proporcionou este curioso encontro. Em seu início de carreira, depois de ser vendido do São Paulo para a Ucrânia, Kleber teve a chance de encarar o Real Madrid de Zidane, Ronaldo e companhia. No Santiago Bernabéu, em 19 de outubro de 2004, o atacante brasileiro teve uma chance cara a cara com Iker Casillas, mas o goleiro espanhol defendeu. Zidane também chegou perto ao bater uma falta na trave. O inglês Michael Owen marcou o gol da vitória espanhola por 1 a 0. No jogo de volta em Kiev, o jogo terminou empatado em 2 a 2, também sem gols de Zizou ou Gladiador. Os brasileiros Diogo Rincón e Rodolfo também tiveram o prazer de enfrentar os “galácticos”.

Duelos improváveis do futebol
Foto: Nigel French/EMPICS/PA Images/Getty Images

 

Amaral x Ryan Giggs

O volante Amaral atuou pela seleção brasileira e por clubes importantes da Europa e se acostumou a enfrentar grandes jogadores – pela Fiorentina marcou Zidane, por exemplo. E em uma de suas partidas mais importantes, o implacável marcador conseguiu parar um dos pontas mais temidos do futebol mundial: o galês Ryan Giggs, do Manchester United. Em 8 de janeiro de 2000, o Vasco venceu o time inglês por 3 a 1, com show de Romário e Edmundo, sob forte calor no Maracanã, no Mundial de Clubes.

Duelos improváveis do futebol
Foto: Matthew Ashton/EMPICS/Getty Images

Danilo Avelar & Manuel Neuer

O defensor do Corinthians tem passagens por diversos clubes da Europa. Durante seu período no Shalke 04 da Alemanha, em 2011, Avelar foi companheiro de clube de duas lendas do futebol: o goleiro alemão Manuel Neuer e o atacante espanhol Raúl González.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Danilo Avelar e Manuel Neuer pelo Schalke 04, em 2011 -
Danilo Avelar e Manuel Neuer pelo Schalke 04, em 2011 – Christof Koepsel/Getty Images

Osvaldo x Robben

O jogo entre São Paulo e Bayern de Munique, em 31 de julho de 2013, pela Copa Audi, proporcionou grandes encontros, como o duelo entre os velozes pontas Osvaldo, hoje no Fortaleza, e o craque holandês Arjen Robben. O time brasileiro vivia péssimo momento, na zona de rebaixamento do Brasileirão, e enfrentou o recém-coroado campeão europeu, numa das primeiras partidas do técnico Pep Guardiola. O Bayern teve certa dificuldade, mas venceu por 2 a 0, com gols de Mario Mandzukic e Micthell Weiser. O goleiro Rogério Ceni ainda perdeu um pênalti, defendido por Manuel Neuer.

Duelos improváveis do futebol
Foto: Alex Grimm/Bongarts/Getty Images

Edu Gaspar x Cristiano Ronaldo

Os mais jovens talvez não saibam, mas o atual gerente de futebol do Arsenal jogou muitos anos em alto nível na Europa. Titular do meio-campo do Arsenal ao lado do francês Patrick Vieira, Edu enfrentou um jovem Cristiano Ronaldo em uma partida que entrou para a história do futebol inglês. A vitória por 2 a 0 do Manchester United sobre o Arsenal, em 24 de outubro de 2004, encerrou uma invencibilidade de 49 partidas da equipe de Londres. O personagem em Old Trafford foi Ruud Van Nistelrooy: na temporada anterior, o holandês teve a chance de tirar o título invicto do Arsenal, mas errou um pênalti (cavado por ele próprio) e foi provocado pelos jogadores do Arsenal após o erro. No reencontro, o holandês conseguiu se vingar, ao marcar um gol, justamente em penalidade. Wayne Rooney fez o outro, decretando a vitória do United sobre o time de Edu Gaspar. Após a partida, o técnico Alex Ferguson foi acusado de ter atirado pizzas contra os atletas do Arsenal, em escândalo que ficou conhecido como “A Batalha do Bufê”. Confira lances do jogo no YouTube.

Duelos improváveis do futebol
Foto: Laurence Griffiths/Getty Images

Ceará x Ronaldinho

Um duelo inesquecível para a torcida do Inter. O lateral Ceará nunca foi unanimidade no futebol brasileiro, mas cumpriu de forma impecável sua função de marcar o melhor jogador do mundo na final do Mundial de Clubes de 2006. O Inter venceu por 1 a 0, com gol de Adriano Gabiru, e Ronaldinho Gaúcho pouco fez na partida. Além do título mundial, a grande atuação valeu a Ceará um contrato importante: no ano seguinte foi comprado pelo Paris Saint-Germain.

Duelos improváveis do futebol
Foto: Junko Kimura/Getty Images

Durval x Lionel Messi

Desta vez, não deu para o “patinho feio” da história. Na massacrante vitória por 4 a 0 do Barcelona sobre o Santos, Lionel Messi marcou duas vezes, uma delas aproveitando falha de Durval. Eles se reencontrariam no Camp Nou, em 2013, no jogo festivo que marcou o início de Neymar no Barcelona: 8 a 0 para equipe catalã, com mais um gol do argentino.

Duelos improváveis do futebol
Foto: Mike Hewitt/FIFA/Getty Images

Jô x John Terry

Jogando por CSKA, Galatasaray, Manchester City, Everton e seleção brasileira, o atacante do Corinthians também já cruzou com diversos jogadores renomados. Numa dessas ocasiões, jogando pelo time de Liverpool, o atacante brasileiro perdeu duas boas chances diante do Chelsea do zagueiro John Terry. O jogo no Stamford Bridge, em 22 de abril de 2009, terminou empatado em 0 a 0.

Duelos improváveis do futebol
Foto: Phil Cole/Getty Images

Bruno César x Toni Kroos

O meia Bruno César, que se destacou no Corinthians e foi muito contestado no Palmeiras (sobretudo por sua forma física), viveu um grande momento em seu retorno à Europa. Esta foto antecede seu gol marcado pelo Sporting de Portugal diante do Real Madrid, em pleno Santiago Bernabéu, na Liga dos Campeões de 2017. O Real, porém, virou a partida e venceu por 2 a 1 com gols de Cristiano Ronaldo e Álvaro Morata. Hoje, aos 32 anos, Bruno César permanece em Portugal, mas jogando pelo Penafiel.

Duelos improváveis do futebol
Foto: Gonzalo Arroyo Moreno/Getty Images

Paolo Guerrero x Frank Lampard

Revelado nas categorias de base do Alianza Lima de seu país, o atacante peruano do Internacional foi vendido muito jovem ao Bayern de Munique e teve boas chances em seus primeiros anos como profissional na Europa. Numa delas, encarou o Chelsea de Frank Lampard nas quartas de final da Liga dos Campeões de 2005. O meio-campista inglês brilhou com dois belíssimos gols na vitória do Chelsea por 4 a 2, em Londres. Guerrero descontou com um gol na volta, mas o Bayern foi eliminado mesmo com vitória por 3 a 2.  Em 2012, o peruano conseguiria sua vingança no Mundial de Clubes na Japão. Com gol e grande atuação de Guerrero, o Corinthians venceu o Chelsea de Lampard por 1 a 0 e conquistou o título.

Duelos improváveis do futebol
Paolo Guerrero e Frank Lampard disputam a bola na partida entre Bayern de Munique e Chelsea válida pela Liga dos Campeões de 2005 Shaun Botterill/Getty Images

Fred x Carles Puyol

Antes voltar para se consagrar como artilheiro do Fluminense, posto que ocupa até hoje, Fred teve marcante passagem pelo Lyon. Em jogo válido pela Liga dos Campeões de 2007, ele teve atuação discreta diante do Barcelona do capitão Puyol. O jogo terminou empatado, com dois gols de Juninho Pernambucano para a equipe francesa e de Messi e Iniesta.

Duelos improváveis do futebol
Foto: Liewig Christian/Corbis/Getty Images

Felipe Melo x Eto’o

O aguerrido e polêmico volante do Palmeiras disputou Copa do Mundo e atuou por gigantes da Itália e por isso se acostumou a enfrentar grandes estrelas. Em sua primeira experiência na Europa, jogando pelo Mallorca, da Espanha, Felipe Melo sofreu diante do grande Barcelona de Eto’o e Ronaldinho. Em 19 de fevereiro de 2005, ele entrou no segundo tempo na derrota por 2 a 0 para o Barça, no Camp Nou. O luso-brasileiro Deco marcou os dois gols da partida.

Duelos improváveis do futebol
Foto: Luis Bagu/Getty Images

Aloísio & Ronaldinho Gaúcho

O folclórico ex-atacante, ídolo do São Paulo, jogou quatro temporadas no futebol francês, primeiro pelo Saint-Ettiene e depois pelo Paris Saint-Germain. Na equipe da capital, Aloísio formou uma animada dupla com o compatriota Ronaldinho Gaúcho. Também faziam parte desta equipe outras estrelas da época: o francês Nikolas Anelka e o nigeriano Jay Jay Okocha, além do argentino Mauricio Pochettino, hoje técnico do PSG.

Aloisio
Aloísio “Chulapa” e Ronaldinho Gaúcho juntos pelo PSG, em 2004 Eddy Lemaistre/Getty Images
Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Publicidade