CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Kaká, Kleberson, Gladiador: ex-jogadores se preparam para virar técnicos

Em entrevista a PLACAR, coordenador da CBF Academy detalhou cada uma das licenças e revelou quais ex-atletas já estão formados

Por Guilherme Azevedo Atualizado em 19 Maio 2022, 15h17 - Publicado em 19 Maio 2022, 15h06
Kaká concluiu Licença A da CBF para treinadores:
Kaká concluiu Licença A da CBF para treinadores: “Só falta o time” @kaka/Instagram

O ex-jogador Kaká concluiu um curso de treinador e obteve a Licença A da CBF Academy na última terça-feira, 19. Em seu Instagram, o melhor do mundo de 2007 escreveu: “Mais um curso concluído. Treinador habilitado. Só falta o time agora”. Com o certificado, o meia com passagens por Milan, Real Madrid e São Paulo se juntou a outros ex-atletas que também tiraram a habilitação para comandar uma equipe de futebol.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

Em entrevista a PLACAR, o coordenador geral da CBF Academy, Michel Mattar, especificou as licenças. A entidade também divulgou a lista de jogadores recém-aposentados que concluíram os cursos (veja abaixo).

Fundada em 2016, a CBF Academy reúne cursos de gestão, área técnica e tática e licença para treinadores. Além do futebol, o futsal e o beach soccer são modalidades englobadas pelo braço educacional da entidade.

Sobre a divisão na formação de técnicos em quatro níveis (Licenças C, B, A e PRO), Mattar explicou: “Essa estrutura de licenças para treinadores segue uma estrutura proposta pela Conmebol. Não é algo que a CBF tem autonomia para propor”. Segundo o coordenador, trata-se de um espelho do que se faz ao redor do mundo.

Continua após a publicidade

Desde 2019, o Campeonato Paulista e o Campeonato Brasileiro obrigam todo treinador a ter a Licença A da entidade. Entre os recém-formados com habilitação para comandar equipes de elite, estão nomes como Alex (ex-meia do Palmeiras e técnico do sub-20 do São Paulo) e Valdir Bigode, ex-centroavante do Vasco da Gama.

Com o estágio mais alto das licenças, a modalidade PRO, recentemente no currículo, Belletti, ex-lateral de Barcelona e Chelsea, pode ser aposta na área. Em processo para adquirir a habilitação mais avançada, Alex e Rogério Ceni já são empregados no São Paulo, como treinadores do sub-20 e profissional, respectivamente. Kleberson, campeão da Copa do Mundo de 2002, também está próximo do patamar mais alto de formação. O profissional atualmente trabalha como assistente técnico do time B do Philadelphia Union, clube dos Estados Unidos.

São Paulo tenta manter bom aproveitamento no torneio -
Rogério Ceni cursa Licença PRO, por isso pode comandar São Paulo na Sul-americana – Rubens Chiri/Saopaulofc.net/Divulgação

“A Licença PRO tem poucas matérias novas, mas mais profundidade, e é internacional. A Conmebol a exige (ou que o profissional a esteja cursando) para que o técnico dirija equipes em competições internacionais. É um estágio da formação que pode ser aceito ao redor de todo o mundo, caso as confederações entrem em acordo”, afirmou Mattar.

Na Licença B, categoria com maior foco no futebol de base, a partir do sub-15, são formados nomes como o ex-meia de Corinthians e Internacional Alex (assistente técnico do Corinthians), o ex-atacante Kléber Gladiador, o ex-zagueiro Danny Morais (comentarista dos canais Globo) e a ex-meia Daniela Alves. A CBF Academy ainda oferece a Licença C, que traz na grade curricular matérias mais ligadas ao futebol infantil, mas que também prepara o treinador para seguir o caminho de especialização.

Quanto à ida de um técnico brasileiro para o futebol europeu, não existem diretrizes formalizadas. Entretanto, segundo a coordenadoria da CBF Academy, basta uma diplomacia entre as entidades dos países para que isso seja possibilitado. De acordo com Mattar, um treinador com a Licença PRO no Brasil já trilhou todo o caminho e pode comandar equipes profissionais em qualquer país da Europa, caso exista um acordo. O coordenador ainda citou a vinda de portugueses para times brasileiros como um exemplo dessa relação intercontinental.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês