ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Jogos de Tóquio: seleção feminina de futebol goleia a China na estreia

Equipe iniciou caminhada por ouro inédito com gols de Marta (dois) Debinha, Andressa Alves e Bia Zaneratto, em Miyagi

Por Da Redação Atualizado em 23 set 2021, 18h42 - Publicado em 21 jul 2021, 06h50

A seleção brasileira feminina de futebol iniciou muito bem as Olimpíadas de Tóquio ao bater a China por 5 a 0 na madrugada desta quarta-feira, 21, no estádio de Miyagi, que não contou com presença de público. Marta, duas vezes, Debinha, Andressa Alves e Bia Zaneratto marcaram os gols da equipe, que buscará no Japão a sua primeira medalha de ouro.

Na estreia olímpica da técnica sueca Pia Sundhage no comando do Brasil, a equipe fez uma excelente primeira etapa. O primeiro gol saiu logo aos oito minutos, quando Debinha cabeceou no travessão, Bia Zaneratto brigou pelo rebote e a bola sobrou para Marta, que não desperdiçou.

Com o tento, a estrela de 35 anos tornou-se a primeira mulher da história a balançar as redes em cinco edições dos Jogos. Já Formiga, de 43, tornou-se a primeira atleta a disputar sete Olimpíadas. Ela esteve em todas as edições desde a estreia da modalidade, em Atlanta-1996. O segundo gol veio aos 21, quando Bia chutou forte, a goleira espalmou para o meia da área e Debinha aproveitou.

A China melhorou na segunda etapa, mas a goleira Bárbara e o sistema defensivo conseguiram conter os ataques asiáticos. Já perto do fim, Marta foi esperta e bateu de primeira, aproveitando sobra na área, surpreendendo a goleira Peng Shimeng. A rainha do futebol feminino chegou a 12 gols em Olimpíadas e está a apenas dois de alcançar o recorde da compatriota Cristiane.

A meia-atacante Andressa Alves entrou muito bem na segunda etapa e sofreu um pênalti. Marta cedeu-lhe a cobrança da penalidade e a jogadora da Roma marcou o quarto. No fim, Bia Zaneratto mostrou seu faro de gol e selou a goleada após assistência de Debinha. Nas próximas rodadas da fase de grupos, o Brasil enfrenta a Holanda, uma das favoritas ao título, dia 24, e a Zâmbia, dia 27.

Formiga e Claudinho na capa da edição de julho da Revista Placar -
Formiga e Claudinho na capa da edição de julho da Revista Placar – //Divulgação
Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade