Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês

Ingleses flexibilizam quarentena e seleção terá atletas da Premier League

Governo inglês abdica de cumprimento de isolamento de dez dias impostos a todos que retornam ao país; medida é válida apenas para jogadores já imunizados

Por Da Redação Atualizado em 1 out 2021, 10h46 - Publicado em 1 out 2021, 10h36

A seleção brasileira recebeu nesta sexta-feira, 1º, a confirmação de que poderá contar com os atletas que atuam na Premier League para os próximos jogos das Eliminatórias para a Copa de 2022. Os adversários serão a Venezuela, no dia 7, em Caracas, a Colômbia, 10, em Barranquilla, e o Uruguai, 14, em Manaus. A informação foi noticiada pelo Ge.com.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

O acordo foi costurado entre representantes da liga inglesa, autoridades do governo britânico e federações internacionais. Jornais ingleses noticiavam que as partes já haviam se entendido

O governo inglês isentou de quarentena obrigatória de dez dias atletas que viajarão a países que ocupam “lista vermelha” do Reino Unido para o novo coronavírus. A medida, porém, só será reconhecida aos já vacinados. Da lista atual do técnico Tite, oito atletas atuam na Premier League: os goleiros Alisson (Liverpool) e Ederson (Manchester City), o lateral Emerson (Tottenham), o zagueiro Thiago Silva (Chelsea), os meio-campistas Fabinho (Liverpool) e Fred (Manchester United) e os atacantes Raphinha (Leeds) e Gabriel Jesus (Manchester City).

  • De acordo com as regras impostas pelo governo britânico, caso um dos atletas saia, mesmo já imunizado, só poderá ter sua entrada permitida se for britânica ou irlandesa, ou tiver direitos de residência. Além disso, precisaria apresentar exame negativo para Covid-19 e cumprir quarentena obrigatória de dez dias após o retorno, com exames a serem feitos posteriormente.

    Raphinha, do Leeds, é uma das novidades na seleção -
    Raphinha, do Leeds, é uma das novidades na seleção – Zac Goodwin/Getty Images

    Clubes ingleses ameaçavam vetar novamente a convocação de jogadores às seleções mapeadas em lugares de alto risco de contágio. Em agosto, a medida foi apoiada de forma unânime pelos 20 clubes que integram a divisão e vetou mais de 60 jogadores de se apresentarem à seleções.

    Na entrevista pouco após a confirmação da convocação, o coordenador da seleção, Juninho Paulista, afirmou que havia bom entendimento entre as partes. “A gente optou por fazer a liberação até pelo empenho da Premier League e da Fifa. Agora já tiveram várias reuniões, que foram positivas com Fifa, Premier League e o governo britânico e confiamos que na próxima semana teremos uma solução positiva pra esses casos. Por isso que nós fizemos a convocação”, disse.

    A única baixa será o atacante Matheus Cunha, do Atlético de Madrid, desconvocado devido ao diagnóstico de uma lesão na coxa esquerda. Ainda não foi chamado um jogador para o seu lugar.

    Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

    Continua após a publicidade
    Publicidade