ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Grupo árabe que comanda o Manchester City compra o Bolívar

Técnico Pep Guardiola, da equipe inglesa, enviou um recado aos torcedores bolivianos; clube de La Paz ambiciona títulos internacionais

Por Da Redação Atualizado em 23 set 2021, 20h38 - Publicado em 12 jan 2021, 16h48

O Bolívar anunciou um passo audacioso como parte do projeto de seu centenário, que será comemorado em 2025. O maior vencedor do futebol boliviano, com 29 títulos conquistados, passará a fazer parte do City Football Group, empresa com sede nos Emirados Árabes Unidos e responsável por gerir o Manchester City, da Inglaterra, entre outras equipes.

“Olá, torcedores do Bolívar, bem-vindos a esta parceria com o City Football Group. Espero que façam uma boa temporada, não só esta mas as que virão, que um dia eu possa visitar o vosso país. Abraço grande”, disse o técnico Pep Guardiola, do Manchester City, em vídeo publicado nas redes sociais do clube boliviano. Não foram divulgados valores das negociações.

A confirmação do acordo com o Bolívar aumenta o portfólio do grupo, que já conta com outros nove clubes espalhados pelo mundo. “Hoje, um sonho se torna realidade. O Club Bolivar se junta à família do City Football Group como um clube parceiro, consolidando um projeto de longo prazo desenvolvendo padrões de futebol, corporativos e de infraestrutura de classe mundial que permitirão ao Club Bolívar se tornar ainda maior”, explicou o presidente Marcelo Claure.

Além do Manchester City e do Bolívar, o grupo árabe também é dono do Melbourne City (Austrália), Sichuan Jiuniu (China), Yokohama Marinos (Japão), Mumbai City (Índia), Girona (Espanha), Estac Troyes (França), Lommel SK (Bélgica), New York City (Estados Unidos) e Montevideo City Torque (Uruguai).

O projeto de acordo tem como base a conquista de títulos internacionais. O momento em que esteve mais próximo do feito foi em 2004, quando acabou derrotado para o Boca Juniors na final da Sul-Americana. Na ocasião, a equipe chegou a vencer o primeiro jogo por 1 a 0, em La Paz. O confronto final marcou a despedida de Carlos Tévez.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade