Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês

Goleiro do Vasco lamenta punição, mas concorda: ‘Foi necessária’

Discurso de Martín Silva entra em colisão com o do presidente do clube, Eurico Miranda

Por Da redação Atualizado em 20 out 2021, 22h06 - Publicado em 18 jul 2017, 17h41

O Vasco foi punido pelo STJD com a perda de seis mandos de campo, além de multa, e não terá São Januário nas próximas partidas em casa pelo Campeonato Brasileiro. A pena foi lamentada e compreendida pelo goleiro Martín Silva. “Fatos lamentáveis aconteceram no jogo contra o Flamengo e foi necessária uma punição. Não foi uma boa notícia, neste Brasileirão estávamos fortes em São Januário. Nossa química com o torcedor estava sendo muito especial.”

O discurso entra em colisão com o do presidente do clube, Eurico Miranda, que defendeu o clube. “O Vasco foi o primeiro a entrar na delegacia com um inquérito e se colocou à disposição das autoridades. O Vasco tinha interesse no que aconteceu? O Vasco tinha interesse em jogar sem o torcedor? Claro que não. O Vasco permitiu esse tipo de coisa? O Vasco quer que tudo seja esclarecido.”

Com 20 pontos, o clube carioca está na nona colocação do Campeonato Brasileiro, há apenas dois pontos do G6. Com a punição, deverá ter os jogos contra Atlético-PR, Cruzeiro, Palmeiras, Grêmio, Chapecoense e Botafogo a 100 quilômetros do Rio de Janeiro. A punição dura até o dia 22 de outubro, na 30ª rodada, quando o Vasco recebe o Coritiba.

(com Estadão Conteúdo e Gazeta Press)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Publicidade