ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Gol 100, goleadas e rivalidade: o retrospecto de Ceni contra o Corinthians

Como jogador do São Paulo, Rogério marcou centésimo seu gol em um Majestoso, mas perdeu mais do que ganhou; como treinador, também leva a pior

Por Da Redação Atualizado em 18 out 2021, 15h57 - Publicado em 18 out 2021, 15h56

São Paulo e Corinthians se enfrentam nesta segunda-feira, 18, no Morumbi, para fechar a 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, a partir das 20h (horário de Brasília). Buscando reencontrar a vitória após seis empates, e assim se distanciar da zona de rebaixamento, o clube mandante enfrenta um rival com maiores ambições na competição. O clássico tem um claro protagonista: Rogério Ceni, o ex-goleiro e ídolo do Tricolor, que em sua segunda passagem como treinador reeditará uma rivalidade repleta de altos e baixos diante do Timão.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 14,90 / mês

O Corinthians ocupa a sexta colocação, com 40 pontos, enquanto o São Paulo é o 14º, com 31, três a mais que o Juventude, primeiro time do Z4. “Não fico pensando no rebaixamento. Estou pensando em ganhar o próximo jogo, que é um clássico. Corinthians vem bem mais ajeitado, com reforços, causando dificuldades, se impondo diante de seus adversários. Vamos estudar uma maneira de vencer o Corinthians no Morumbi e subir”, afirmou Ceni, em entrevista coletiva após sua reestreia, um empate em 1 a 1 com o Ceará no Morumbi.

.
Ceni marcou seu centésimo gol contra o Corinthians, em 2011 ./Getty Images

Como goleiro-artilheiro, Rogério enfrentou o Corinthians 67 vezes com retrospecto equilibrado, mas desfavorável: 21 vitórias, 21 empates e 25 derrotas. Ele guarda, no entanto, algumas ótimas lembranças do duelo, como a vitória na final do Paulistão de 1998, uma de suas primeiras taças como titular, um gol de pênalti na goleada por 5 a 1 no Pacaembu, pelo Brasileirão de 2005 (ano em que ainda conquistaria a Libertadores e do Mundial de Clubes), e, sobretudo, o seu 100º gol, em cobrança de falta. A marca histórica foi estabelecida em um clássico válido pela primeira fase do Paulista de 2011, na Arena Barueri, vencido pelo São Paulo por 2 a 1.

Continua após a publicidade

.
Rogério Ceni falhou em gol do 5 a 0 para o Corinthians Levi Bianco/Divulgação

Poucos meses depois, no entanto, Rogério sofreu sua mais dura derrota para o Corinthians: 5 a 0, com direito a falhas do experiente goleiro, no Pacaembu, em jogo da vitoriosa campanha alvinegra no Brasileirão de 2011.

A brilhante carreira de Ceni acabou em 2015, após 23 anos como atleta profissional a serviço do São Paulo, pelo qual iniciou sua nova carreira de treinador dois anos depois. O retrospecto diante do Corinthians na nova função também é negativo.

Em jogos oficiais, Rogério enfrentou o alvinegro quatro vezes pelo tricolor: duas derrotas e dois empates. Em sua passagem com sucesso pelo Fortaleza, o treinador também não conseguiu vencer o rival histórico e saiu derrotado em duas das três partidas disputadas. O êxito veio apenas no último encontro, quando o técnico Ceni comandava o Flamengo e venceu por 2 a 1, jogando no Maracanã, encaminhando o título Brasileiro de 2020.  No total, em oito jogos como técnico diante do maior rival, foram quatro derrotas, três empates e um triunfo.

Hoje Ceni terá uma nova chance, em um momento importante para a sequência de ambos os times, que terão desfalques sentidos. Pelo São Paulo, Miranda, suspenso, e Luan e Rigoni, machucados, estão fora. Já o Corinthians não terá Fagner, que recebeu o terceiro amarelo, e Willian, que se recupera de lesão.  O jogo será transmitido com exclusividade via pay-per-view pelo canal Premiere.

 

Continua após a publicidade

Publicidade