CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Globo supera SBT e retoma direitos de transmissão da Libertadores

Emissora de Silvio Santos ficou com o pacote da Copa Sul-Americana; novo vínculo vai de 2023 a 2026

Por Da redação Atualizado em 13 Maio 2022, 11h27 - Publicado em 12 Maio 2022, 19h34

A Copa Libertadores da América voltará a ser exibida pela Rede Globo a partir de 2023. A emissora carioca venceu a concorrência do SBT, que detinha os direitos de 2020 a 2022, em reunião com o conselho da Conmebol nesta quinta-feira, 12. A entidade confirmou as mudanças, mas os valores da negociação não foram divulgados.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca

O novo vínculo com o Grupo Globo vai de 2023 a 2026. O SBT, por sua vez, comprou os direitos da Copa Sul-Americana pelo mesmo período. Entre os direitos de TV fechada, foram fechados dois pacotes, para os grupos Disney e Paramount.

Ambos transmitirão Libertadores e Sul-Americana, mas a Disney (dona dos canais ESPN e Star+) ficou com o pacote principal, que inclui a transmissão exclusiva na TV fechada da final única da Libertadores, além dos dois jogos que decidem a Recopa Sul-Americana (entre os campeões dos torneios). Já a Paramount (streaming) terá o direito de escolher jogos exclusivos até a semifinal da Libertadores e poderá exibir a final única em um videoteipe.

Também foi negociado um pacote para melhores momentos e clipes importantes, cujo vencedor foi o aplicativo OneFootball, que terá direito a publicar os principais lances das partidas, em primeira mão.

A PLACAR, Bernardo Pontes, especialista em marketing esportivo e sócio da BP Sports, viu as mudanças como positivas. “A volta desses direitos para a Globo é uma grande conquista não só da emissora, mas principalmente para os clubes e seus respectivos patrocinadores que terão uma visibilidade muito superior aos índices de audiência que vinham sendo atingidos nos últimos anos. Ganha a competição, os clubes, as marcas e claro o telespectador.”

Bruno Maia, executivo de inovação no esporte e CEO da Feel The Match, empresa que produz conteúdos esportivos para streaming, compartilha da mesma visão. “A volta pra Globo, sem dúvida, é importante para a visibilidade do produto. Quem mais ganhou nesses dois anos foi o SBT, mas era perceptível no mercado uma tentativa de reconciliação entre Globo e Conmebol. O rompimento dessa relação deixou sequelas dos dois lados.”

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 14,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês