CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Frankfurt, o finalista da Liga Europa que deixou favoritos pelo caminho

Clube alemão está invicto e já despachou Betis, Barcelon e West Ham; Decisão é nesta quarta, 18, às 16h, em Sevilha, contra o escocês Rangers

Por Da redação Atualizado em 16 Maio 2022, 19h52 - Publicado em 17 Maio 2022, 07h00

O Eintracht Frankfurt entra em campo nesta quarta-feira,18, às 16h (de Brasília) diante do escocês Rangers pela final da Liga Europa, em busca de um sonho antigo e cada vez mais provável, tendo em vista sua incrível campanha na competição. O clube alemão chegou invicto à decisão, depois de despachar, entre outras pedreiras, o Barcelona nas quartas, com direito a invasão alemã no Camp Nou, e o inglês West Ham, com brilho do japonês Daichi Kamada, na semifinal.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca

Fundado em 1899, o Frankfurt tem apenas dois grandes títulos em sua sala de troféus: o Campeonato Alemão de 1959 e a Copa Uefa (antiga Liga Europa) de 1980, além de cinco Copas da Alemanha, a última em 2018. Agora, a equipe liderada pelo atacante colombiano Rafael Santos Borré quer voltar a fazer história, e já mostrou não ter medo de ninguém.

A campanha

O Frankfurt não iniciou o torneio entre os favoritos, mas não sabe o que é sair de campo derrotado nesta edição da Liga Europa. As Águias, como são conhecidas, se classificaram na liderança do grupo D, com 12 pontos – três vitórias e três empates em um grupo com Fenerbahce, da Turquia, Antwerp, da Bélgica e Olympiacos, da Grécia.

A estreia na fase de mata-mata veio com vitória por 2 a 1 sobre o bom time do Real Betis, recém-campeão da Copa do Rei da Espanha, seguido por um empate em 1 a 1. Nas quartas de final, veio a granda façanha diante do Barcelona, que, eliminado na fase de grupo da Champions, via a outra competição continental como um alento. Após empate magro no primeiro jogo, o clube alemão venceu fora de casa por 3 a 2, com cerca de 30,000 torcedores germânicos, o que causou enorme constrangimento na Catalunha.

Kamada colocou novamente o Frankfurt em vantagem na partida -
Kamada colocou novamente o Frankfurt em vantagem na partida – Ian Kington/AFP

A semifinal diante do West Ham foi decidida sem grandes sustos. Fora de casa, vitória por 2 a 1 seguido por vitória magra em casa, mas suficiente para colocar o time na decisão da Liga Europa após 42 anos. O Frakfurt bateu na trave na temporada 2018/2019, quando chegou às semifinais, mas caiu diante do campeão Chelsea.

Empurrão das arquibancadas

Atual 11º colocado da Bundesliga, o Frankfurt pode não ter um time excepcional, mas conta com um importante aliado, sobretudo na campanha da Liga Europa: sua apaixonada torcida. A quantidade de fãs alemães no Camp Nou, que ultrapassava o limite do setor visitante, causou exaltação entre os próprios torcedores e dirigentes do Barcelona. Após o episódio, o clube catalão abriu uma investigação para entender como tantos turistas obtiveram entradas e endureceu as medidas para jogos seguintes.

Continua após a publicidade

Jogadores do Eintracht Frankfurt celebram com a torcida no Camp Nou
Jogadores do Eintracht Frankfurt celebram com a torcida no Camp Nou LLUIS GENE/AFP

Os fanáticos repetiram o feito, desta vez em casa, no jogo que garantiu a vaga à final. Parte do público que acompanhava o jogo no lotado Deutsche Bank Park, invadiu o gramado, para enfim, comemorar com os jogadores, como se fosse um título.

Conexão Japão-Colômbia-Alemanha

Daichi Kamada é um dos destaques da campanha. Em sua segunda passagem pelo Frankfurt, o meia-atacante de 25 anos marcou cinco gols e deu uma assistência em 12 jogos na competição e é uma das referências do time dirigido por Oliver Glasner. Revelado pelo Sagan Tosu, de seu país, Kamada acumula passagens também pelo alemão St. Truiden e faz parte da seleção japonesa que disputará a Copa do Mundo no Catar.

Já o colombiano Rafael Santos Borré chegou à equipe de Frankfurt no início desta temporada (tinha propostas do Palmeiras) e tem sido titular absoluto. O atacante é revelado pelo colombiano Deportivo Cali e fez história no River Plate, com diversos títulos, incluindo a Libertadores de 2018. Nesta temporada, são 44 jogos e 11 gols marcados, três dele na Europa League, incluindo o gol da classificação à final diante do West Ham.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês