Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês

France Football: Bola de Ouro de todos os tempos tem 3 brasileiros eleitos

Revista revelou sua seleção ideal da história do futebol com Messi e Cristiano Ronaldo no ataque; Brasil teve o maior número de indicados e vencedores

Por Da Redação Atualizado em 23 set 2021, 20h44 - Publicado em 14 dez 2020, 14h28

A revista francesa France Football divulgou nesta segunda-feira, 14, os nomes vencedores do troféu Bola de Ouro Dream Team, que escolheu o time ideal de todos os tempos. A seleção final, após indicações divididas entre defensores, meio-campistas e atacante durante todo o mês de outubro, teve a presença de três brasileiros: Cafú, Pelé e Ronaldo.

Os 10 melhores foram eleitos por 140 jornalistas de todo o mundo. A premiação também abriu uma votação popular em seu site (que não teve peso no resultado). A equipe histórica foi escalada no sitema 3-4-3: Lev Yashin (Rússia); Cafu (Brasil), Beckenbauer (Alemanha), Maldini (Itália), Lothar Matthaus (Alemanha), Xavi (Espanha), Pelé (Brasil), Diego Maradona (Argentina), Lionel Messi (Argentina), Ronaldo (Brasil) e Cristiano Ronaldo (Portugal).

A France Football também divulgou o time reserva, com a presença de Carlos Alberto Torres, Roberto Carlos, Ronaldinho Gaúcho e Garrincha e de um terceiro time ideal, com Didi.

Essa foi a primeira vez desde a criação do prêmio, em 1956, que a revista francesa optou por não entregar o Bola de Ouro ao melhor jogador da temporada alegando que o período foi totalmente comprometido pela pandemia do coronavírus.

O Brasil que já havia dominado a pré-indicação, com 20 dos 100 concorrentes entre todas as posições, à frente de Itália (15), Alemanha (13), Holanda (12), Espanha (8), Inglaterra e França (7), Argentina (5), foi também o país com mais eleitos no time ideal.

Ao longo da divulgação, diversos nomes ausentes foram questionados e causaram muita repercussão pelas redes sociais. Entre os meio-campistas foram lembrados Clodoaldo, tricampeão do mundo com a seleção brasileira em 1970, além do croata Luka Modric, vencedor do prêmio Bola de Ouro em 2018. A exclusão do holandês Johan Cruyff da seleção final também gerou muitas críticas.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

No último dia 11, na contramão do Bola de Ouro, a Fifa anunciou os três finalistas ao prêmio The Best, que será conhecido no próximo dia 17, em cerimônia virtual. O favorito é o polonês Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, campeão da Liga dos Campeões, do Campeonato Alemão e da Copa da Alemanha. Também concorrem o português Cristiano Ronaldo, da Juventus, o argentino Lionel Messi, do Barcelona.

Confira todos os indicados ao Bola de Ouro Dream Team (eleitos em negrito)

Goleiros
Gordon Banks (Inglaterra), Gianluigi Buffon (Itália), Iker Casillas (Espanha), Sepp Maier (Alemanha), Manuel Neuer (Alemanha), Thomas Nkono (Camarões), Peter Schmeichel (Dinamarca), Edwin van der Sar (Holanda), Lev Yachin (Rússia) e Dino Zoff (Itália).

Laterais-direitos
Giuseppe Bergomi (Itália), Cafu (Brasil), Carlos Alberto Torres (Brasil), Djalma Santos(Brasil), Claudio Gentile (Itália), Manfred Kaltz (Alemanha), Philipp Lahm (Alemanha), Wim Suurbier (Holanda), Lilian Thuram (França) e Berti Vogts (Alemanha)

Zagueiros
Franco Baresi (Itália), Franz Beckenbauer (Alemanha), Fabio Cannavaro (Itália), Marcel Desailly (França), Ronald Koeman (Holanda), Bobby Moore (Inglaterra), Daniel Passarella (Argentina), Matthias Sammer (Alemanha), Gaetano Scirea (Itália) e Sergio Ramos (Espanha)

Laterais-esquerdos
Andreas Brehme (Alemanha), Paul Breitner (Alemanha), Antonio Cabrini (Itália), Giacinto Facchetti (Itália), Júnior (Brasil), Ruud Krol (Holanda), Paolo Maldini (Itália), Marcelo (Brasil), Nilton Santos (Brasil) e Roberto Carlos (Brasil)

Meio-campistas defensivos:
Jozsef Bozsik (Hungria), Sergio Busquets (Espanha), Didi (Brasil), Falcão (Brasil), Steven Gerrard (Inglaterra), Gerson (Brasil), Pep Guardiola (Espanha), Josef Masopust (Hungria), Lothar Matthäus (Alemanha), Johan Neeskens (Holanda), Andrea Pirlo (Itália), Fernando Redondo (Argentina), Frank Rijkaard (Holanda), Bernd Schuster (Alemanha), Clarence Seedorf (Holanda), Luis Suárez (Espanha), Marco Tardelli (Iália), Jean Tigana (França), Xabi Alonso (Espanha) e Xavi (Espanha)

Meio-campistas ofensivos:
Roberto Baggio (Itália), Bobby Charlton (Inglaterra), Alfredo Di Stefano (Argentina), Enzo Francescoli (Uruguai), Ruud Gullit (Holanda), Gheorghe Hagi (Romênia), Andres Iniesta (Espanha), Raymond Kopa (França), Laszlo Kubala (Hungria), Diego Maradona (Argentina), Alessandro Mazzola (Itália), Pelé (Brasil), Michel Platini (França), Ferenc Puskas (Hungria), Gianni Rivera (Itália), Juan Alberto Schiaffino (Uruguai), Sócrates (Brasil), Francesco Totti (Itália), Zico (Brasil) e Zinedine Zidane (França).

Atacantes pela direita:
David Beckham (Inglaterra), George Best (Irlanda do Norte), Samuel Eto’o (Camarões), Luis Figo (Portugal), Garrincha (Brasil), Jairzinho (Brasil), Kevin Keegan (Inglaterra), Stanley Matthews (Inglaterra), Lionel Messi (Argentina) e Arjen Robben (Holanda).

Atacantes pela esquerda:
Oleg Blokhin (Ucrânia), Cristiano Ronaldo (Portugal), Dragan Dzajic (Sérvia), Ryan Giggs (País de Gales), Thierry Henry (França), Rivaldo (Brasil), Rivellino (Brasil), Ronaldinho Gaúcho (Brasil), Karl-Heinz Rummenigge (Alemanha) Hristo Stoichkov (Bulgária).

Centroavantes:
Denis Bergkamp (Holanda), Johan Cruyff (Holanda), Kenny Dalglish (Escócia), Eusébio (Portugal), Sandor Kocsis (Hungria), Gerd Müller (Alemanha), Romário (Brasil), Ronaldo (Brasil), Marco Van Basten (Holanda), George Weah (Libéria)

Assine DAZN | 30 dias grátis para curtir os maiores craques do futebol mundial ao vivo e quando quiser

 

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Publicidade