CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Flamengo: R$ 200 mi em contratações e sem acordo com vítimas de incêndio

Seis meses depois da tragédia no Ninho do Urubu, clube só acertou indenizações com familiares de três das dez vítimas fatais

Por Da redação Atualizado em 27 set 2021, 14h09 - Publicado em 9 ago 2019, 14h46

Enquanto a diretoria de futebol do Flamengo se esforça para viabilizar mais uma contratação milionária na temporada, a do atacante italiano Mario Balotelli, a maioria dos familiares das dez vítimas fatais do incêndio do Ninho do Urubu ocorrido há seis meses, ainda busca reparações na Justiça. Segundo informações do diário O Globo desta sexta-feira, 9, apenas três acordos de indenização foram fechados. Já os gastos com contratações do clube rubro-negro ultrapassaram os 200 milhões de reais em 2019.

No início, o Flamengo ofereceu, segundo informações do Ministério do Trabalho, entre 300.000 e 400.000 reais de indenização por atleta morto, além do pagamento de dez anos de salários mínimos a cada família. Levando em conta as dez famílias e o valor atual de 998 reais de salário mínimo, isso representaria no máximo 5,25 milhões de reais. Migalhas para quem paga mais de 1 milhão de reais mensais ao uruguaio Giorgian De Arrascaeta, cuja contratação junto ao Cruzeiro custou mais de 80 milhões.

O Flamengo, no entanto, subiu sua proposta, e, segundo O Globo, pretende fechar um acordo de 1 milhão de indenização por família. Até o momento, apenas os parentes de Gedson Santos e Áthila Paixão, ambos de 14 anos, Rykelmo Viana, de 16, aceitaram a proposta e selaram o acordo.

O caso de Rykelmo, cujos pais são separados, aliás, é o mais complexo: enquanto seu pai topou o valor proposto pelo Flamengo, sua mãe, Rosana Viana tenta invalidar o acordo e entrou com uma ação cível para cobrar 6,9 milhões de reais em indenizações por danos morais e pensão. Ela ainda pede o indiciamento do presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, e do mandatário da CBF, Rogério Caboclo.

Landim revelou na última segunda-feira 5, em entrevista ao Fox Sports, que a folha de pagamento anual do Flamengo é de 271 milhões de reais para todos os seus funcionários. “O futebol corresponde a 70% disso”, disse. Isso significa que o clube paga mais de 14 milhões de reais mensais (há 13 pagamentos no ano) em vencimentos do elenco, que inclui estrelas internacionais como o técnico português Jorge Jesus, os laterais Rafinha e Filipe Luís, o meia Arrascaeta e o atacante Gabriel Barbosa.

Na próxima segunda-feira, 12, haverá mais uma audiência entre o Ministério Público do Trabalho com o departamento jurídico do Flamengo. O MPT pede o bloqueio de 100 milhões de reais das contas do clube – o valor calculado estima também os gastos com indenizações às vítimas não fatais, além de danos morais, custos de viagens, advogados e outras despesas.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 14,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês