CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Conference League: Roma quer findar jejum de 14 anos sem títulos

Final do torneio acontece nesta quarta-feira, 25, diante do Feyenoord; José Mourinho busca título inédito e pode atingir marca histórica

Por Da redação Atualizado em 25 Maio 2022, 14h01 - Publicado em 24 Maio 2022, 07h00

Roma e Feyenoord fazem a final da primeira edição da Conference League nesta quarta-feira, 25, às 16h (de Brasília), no Air Albania Stadium, em Tirana, na Albânia. O duelo pode representar o fim de um jejum de 14 anos sem levantar sequer uma taça do clube italiano. A campanha da equipe dirigida por José Mourinho começou de maneira trágica, mas foi ganhando consistência e hoje coloca a Roma na condição de favorita. Multicampeão na carreira, o técnico português pode se tornar o primeiro técnico a conquistar as três competições europeias em vigor.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

Detentora de três título italianos, nove Copas da Itália e duas Supercopas, a Roma não ergue uma taça desde a temporada 2007/2008, com a dobradinha Copa da Itália/Supercopa. Já o último scudetto foi em 2001. O jogo na Albânia pode marcar a primeira conquista europeia da Roma, que foi vice-campeã da Liga dos Campeões de 1984 na ocasião, jogando em casa, no Estádio Olímpico, a equipe liderada pelo brasileiro Paulo Roberto Falcão, foi derrotada pelo Liverpool. Em 1991, o time também foi derrotado pela Inter de Milão na final da Copa Uefa.

A campanha na competição

A Roma terminou a fase de grupos na liderança do grupo C, com 12 pontos, com quatro vitórias, um empate e uma derrota. Foi na terceira rodada, depois de vencer as duas primeiras, que o time gialorosso sofreu uma impiedosa goleada por 6 a 1 do desconhecido campeão norueguês, Bodo/Glimt, fora de casa. Foi a primeira vez em mais de 1.000 partidas que uma equipe dirigida pelo português, conhecido por montar fortes defesas, levou seis gols em um jogo.

Diante do desconhecido Bodø/Glimt, Mourinho sofreu a pior derrota de toda a carreira -
Diante do desconhecido Bodø/Glimt, Mourinho sofreu a pior derrota de toda a carreira – FK Bodø/Glimt/Twitter

Apesar do tropeço, o time se recuperou e terminou a primeira fase na ponta da tabela. Nas oitavas de final, eliminou o holandês Vitesse após vitória por placar magro, fora de casa, e 1 a 1 em Roma. Nas quartas, novamente o caminho da equipe italiano e de Bodo/Glim se cruzaram, com uma nova derrota, desta vez, por 2 a 1, no primeiro jogo. O placar foi revertido no jogo da volta, graças ao hat-trick de Nicolò Zaniolo, na vitória maiúscula por 4 a 0.

A vaga à final foi decidida contra o inglês Leicester City. O empate no primeiro jogo em 1 a 1, deixou aberto a vaga para o Estádio Olímpico de Roma. Tammy Abranham, artilheiro do time, tratou de encaminhar a classificação, de cabeça, após cobrança de escanteio.

Abranham, o artilheiro

Vice artilheiro da Conference League, com nove gols em doze jogos, Tammy Abranham disputa gol a gol a liderança da artilharia com o atacante do Feyenoord, Cyriel Dessers, que tem dez gols marcados.

O camisa 9 da Roma faz sua primeira temporada no futebol italiano. Até aqui, surpreende com números e com atuações. São 27 gols em 52 jogos. Aos 23 anos, o inglês com ascendência nigeriana, foi comprado no início da temporada junto ao Chelsea por 40 milhões de euros, como principal reforço para a saída de Edin Dzeko, que foi para o rival Inter de Milão. Abranham foi revelado pelo Blues e acumula passagens por Aston Vila, Swansea e seleção inglesa.

Continua após a publicidade

Tammy Abranham tem 9 gols na Conference League
Tammy Abranham tem 9 gols na Conference League As Roma/Facebook

Na Conference League, o camisa 9 marcou em todas as fases da competição; contra CSKA Sofia e Zoyra, na fase de grupos; nas oitavas, fez o gol decisivo contra o Vitesse, que garantiu a vitória por 2 a 1 no agregado; nas quartas diante do Bodo/Glimt e o gol da classificação à final contra o Leicester City. Após empate em 1 a 1 no primeiro jogo, Thammy fez o gol solitário e decisivo da equipe no Estádio Olímpico de Roma.

José Mourinho pelo título inédito

Aos 59 anos e mais de 25 títulos na carreira, um currículo que faz dele um dos mais bem-sucedidos no futebol, José Mourinho busca o título inédito da Conference League, uma espécie de ‘terceiro escalão’ das competições europeias, mas que fez sucesso em sua temporada inaugural.

A motivação é tamanha que culminou em lágrimas à beira do campo com a classificação à final. “Esta final, para mim, será a mais importante. Porque eu ainda tenho que jogar e talvez ganhar. Para mim, jogar uma final é sempre importante”, disse em entrevista coletiva pós-jogo.

Na ocasião, Mou justificou suas lágrimas. “Chorei porque minha emoção era por todos que amam este clube. Este é um clube gigante que não tem uma sala de troféus compatível com sua dimensão. Isto não é um troféu, é uma final, mas significa muito para eles”, afirmou. “Vivo e trabalho nesta cidade há 11 meses e sei o que isso significa para eles. Minha emoção foi por eles.”.

Mourinho se tornou o primeiro técnico a ser finalista das três competições europeias atuais: Liga dos Campeões (bicampeão, com Porto e Inter de Milão), Liga Europa (bicampeão, com Porto e Manchester United) e hoje, finalista da Conference League. Essa é a chance de Mourinho voltar a levantar um título, o que não acontece há cinco anos, desde a Liga Europa com o United na temporada 2016/17.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês