ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Evra revela ter sido abusado sexualmente por professor aos 13 anos

Ex-jogador francês do Manchester United disse que sentia vergonha de falar sobre o assunto, mas que o fez aos 40 anos visando prevenir novos crimes

Por Da Redação Atualizado em 1 nov 2021, 15h31 - Publicado em 22 out 2021, 17h09

Patrice Evra, ex-lateral do Manchester United, da Juventus e da seleção francesa, revelou nesta sexta-feira, 22, ao jornal britânico The Times, que foi vítima de abuso sexual por parte de um professor, quando tinha 13 anos, em seu país. O ex-jogador disse ter tomado coragem para expor seu drama pessoal 27 anos depois do ocorrido, com o objetivo de ajudar crianças e pais a combater este crime.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 14,90/mês

“Não tenho vergonha de admitir que me senti um covarde por muitos anos por não ter falado sobre isso. Era algo que estava pressionando meu peito. Mas não estou falando no assunto por mim, mas pelas crianças. Não quero que ninguém tenha vergonha de viver algo assim”, contou. Ele revelará mais detalhes do ocorrido em sua autobiografia que será lançada em breve.

O ex-lateral-esquerdo contou que passava três noites por semana na casa do professor, que, segundo ele, tentava tocá-lo quando pensava que Evra estava dormindo. Ele disse que o homem se masturbava enquanto tentava tirar suas roupas. Ele disse se arrepender de não ter denunciado o professor. “Se você é criança, está lendo isso e estão abusando de você, não tenha medo: conte. Não tenha vergonha, não tem vergonha nisso”.

“Ainda tenho que contar a alguns de meus irmãos, irmãs e amigos próximos. Não quero que as pessoas sintam pena. Sei que o livro vai fazer com que as pessoas mudem de opinião sobre mim, mas sinto-me mais do que feliz ao conversar com as pessoas. Meus amigos vão dizer que o mundo vai reagir e para eu pensar na pressão, mas a maior pressão é contar isto à minha mãe. Pensar nisso mesmo agora é difícil”, completou o ídolo do United, cinco vezes campeão inglês e uma vez da Liga dos Campeões.

Em 2018, outro ex-jogador, o britânico Andy Woodward, contou, em visita a São Paulo, sobre os abusos que sofreu de um ex-treinador, Barry Bennel, durante seis anos. O ex-zagueiro hoje viaja o mundo para contar como superou os traumas e aconselhar pais e crianças a como reagir a este crime. “Sobrevivi e hoje salvo vidas”, contou Woodward – clique aqui e leia a entrevista na íntegra.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

 

Continua após a publicidade

Publicidade