CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Em bom jogo, Japão e Senegal derrubam rótulos

Menos badaladas, seleções praticam o melhor futebol do Grupo H da Copa do Mundo

Por Fernando Beagá Atualizado em 28 set 2021, 19h17 - Publicado em 24 jun 2018, 14h44

Forças secundárias nos prognósticos da Copa do Mundo da Rússia, Japão e Senegal venceram as favoritas Colômbia e Polônia, respectivamente, em suas estreias. Por isso, o duelo pela segunda rodada do Grupo H atraiu mais interesse e não decepcionou quem o assistiu. O movimentado empate em 2 a 2 mantém as duas seleções sonhando com a classificação às oitavas de final e joga por terra alguns rótulos que as perseguem.

Tabela completa de jogos da Copa do Mundo 2018

Aos africanos, é atribuído o vigor físico em detrimento da organização, mas os senegaleses têm mostrado disciplina tática — anularam o centroavante polonês Robert Lewandowski e tiveram paciência para buscar a vitória sobre a Polônia. Contra o Japão, novamente evitaram a derrota com postura defensiva, menos posse de bola e contra-ataque baseado na velocidade de Mané, autor do primeiro gol e participante na jogada do segundo, marcado por Wagué.

Já os asiáticos sempre foram caracterizados pela velocidade carente de técnica, apesar da influência brasileira. Mas os japoneses têm tratado bem a bola na Rússia. Kagwa foi maestro no triunfo sobre a Colômbia, na primeira vitória de um país da Ásia sobre sul-americanos na história das Copas. Contra Senegal, o lançamento de Shibasaki no primeiro gol nipônico lembrou Zico, a maior inspiração por lá. Inui finalizou com classe e quase fez outro, já no segundo tempo, mas parou no travessão.

A ingenuidade dos setores defensivos é historicamente creditada a ambos, mas as falhas que geraram os gols desse empate em Ecaterimburgo podem ir para a conta da franqueza do jogo. Outro mérito de Japão e Senegal: depois de tantos jogos de ataque contra defesa, ofereceram ao público o ‘lá e cá’ que diverte muito mais. Quando Honda conseguiu empatar, aos 33 minutos do segundo tempo, era impossível prever se o empate prevaleceria ou alguém dispararia na pontuação do Grupo H. Certeza, apenas, de que são equipes vistas de outra forma.

Ponto alto
Reserva de luxo, Keisuke Honda se tornou o primeiro japonês a anotar gols em três edições de Copa do Mundo.

Ponto baixo
Autor do gol da vitória sobre a Polônia, Osako perdeu incrível chance de definir a vitória japonesa, ao furar cruzamento aos quinze minutos do segundo tempo.

Próximos jogos
O Grupo H se define na quinta-feira, 28 de junho, às 11h: o Japão enfrenta a Polônia, enquanto Senegal enfrenta a Colômbia.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 14,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês